Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

31
Dez13

Bom 2014!

 

Hoje é altura de dizer adeus a 2013. Um ano que para muitos não deixa saudades. Poderia agora estar aqui a escalpelizar o que aconteceu nesses últimos 365 dias, mas não o vou fazer, porque 2013 já faz parte do passado e o «caminho faz-se caminhando». Mesmo com todos os obstáculos que a vida nos apronta, tenho fé e esperança que conseguiremos ser resilientes e superar todas as barreiras que se colocam no nosso caminho. Acredito que o novo ano vai ser com certeza muito melhor que o anterior.

Desejo que 2014 seja um ano de mudança... Desejo que seja um ano que nos permita sair definitivamente desta crise e desta austeridade em que estamos atolados … Desejo que possamos no novo ano concretizar todos os nossos sonhos... Desejo que seja um ano de muita paz, saúde e alegria... Bom 2014 para todos!!!

30
Dez13

Duelo em Alvalade

 

Bom jogo da Taça da Liga ontem em Alvalade, entre Sporting (SCP) e Futebol Clube do Porto (FCP) com domínio claro do Sporting. Não me lembro de ver um FCP tão fraco, em termos ofensivos, a jogar em Alvalade, não obstante ser justo reconhecer que a defesa, especialmente o guarda-redes, Fabiano, estiveram em excelente plano. 

O árbitro esteve bem, num jogo, diga-se, fácil de dirigir, exceto um fora-de-jogo mal assinalado a Wilson Eduardo (se bem que fosse à queima e, por isso, perfeitamente desculpável). 

Do lado do SCP estiveram em evidência Adrien, Cédric, Wilson Eduardo, William Carvalho e Carrilo. Do lado do FCP, destaques para as atuações de Fabiano e Maicon. Mais apagados estiveram ontem no SCP, Capel e André Martins e no FCP, Ghilas e Herrera. 

O Adrien fez-se um ótimo jogador. Tem um notável sentido posicional, uma extraordinária precisão de passe e recupera muitas bolas. É inevitável a sua chamada à seleção nacional para jogar no Mundial 2014, no Brasil. Cedric também está a jogar muito bem, boas incursões no ataque e decidiu bem na defesa - se bem que o seu adversário direto não tivesse magia suficiente para lhe dar muito trabalho, com um Ricardo Quaresma talvez a coisa fiasse mais fino. William Carvalho sempre no sítio certo, boa leitura do jogo, anulando as jogadas do adversário (anulou completamente Carlos Eduardo). Foi fundamental não só nas ações defensivas mas também na construção de jogadas ofensivas com os seus passes longos que começam a tornar-se imagem de marca deste Sporting. Slimani e Montero são uma «dor de cabeça» para qualquer defesa. 

O SCP é, na minha opinião, a equipa que melhor futebol está a praticar esta temporada. Sabem trocar bem a bola, com passes precisos. Há muita inspiração, mas há igualmente muita transpiração. Ontem fizeram um bom jogo de futebol. Foi pena não terem conseguido concretizar essa bela exibição com golos.

29
Dez13

Lixeira a céu aberto em Lisboa

 

A greve dos cantoneiros terminou esta madrugada, mas a paralisação às horas extraordinárias vai manter-se até dia 5. A greve foi convocada em protesto contra a transferência de competências da Câmara para as juntas de freguesia. Todavia, António Costa já garantiu que todos os direitos dos 1800 trabalhadores (dos quais 870 são afetos aos serviços de higiene) que vão ser transferidos da câmara para as juntas de freguesia de Lisboa estarão assegurados e que estes manterão um «lugar cativo» na câmara caso regressem. O presidente referiu ainda que «não está em curso nenhuma privatização em nenhum sector da higiene», considerando que esta é um embuste evocado pelos sindicatos.

A situação agravou-se nos últimos dias, com toneladas de lixo acumuladas em bairros históricos da capital. O presidente da Câmara de Lisboa já fez saber que os problemas de higiene urbana decorrentes da greve de recolha do lixo só devem normalizar a partir do dia 10 de janeiro.

A situação desagrada naturalmente aos habitantes e também chama a atenção dos turistas não apenas pela má imagem que transmite, sobretudo nesta época de festas pela cidade, como e mais importante ainda, o lixo acumulado na via pública constitui um foco de insalubridade, representando claros riscos para a saúde pública.

Não me compete discutir a justeza da greve, o que me apraz registar é o empenhamento da CGTP em convocar esta greve e mostrar um total desprezo pelo bem-estar e pela saúde pública dos munícipes que lhes garantem os salários e o emprego. Confrontado com a quantidade de lixo que se amontoa nas ruas, o secretário-geral da CGTP apelou ao executivo da Câmara de Lisboa para que «procure encontrar uma solução adequada tão breve quanto possível», para o conflito laboral, porque «a defesa do serviço público é também a defesa da imagem da cidade». Se amanhã os serviços camarários decidirem recorrer a serviços de outsourcing ou mesmo privatizar na totalidade estes serviços da Câmara, imagino qual seria a reação de Arménio Carlos.

Não vejo o que perderiam os cantoneiros em fazer valer os seus direitos, justos que sejam, em sede própria, e pelos meios adequados. Mas sei o que ganhariam todas as pessoas que estão a ser afetadas por esta greve. 

28
Dez13

Novas Regras do Código da Estrada

 

O Código da Estrada vai sofrer várias alterações a partir do próximo ano. Limites de álcool mais apertados, multas para condutores que cometam infrações em rotundas, mudanças na utilização de dispositivos móveis, introdução de zonas de coexistência. Estas são algumas das novas regras que entram em vigor já na próxima quarta-feira, dia 1 de Janeiro de 2014, de acordo com o jornal i, a saber:

Se a polícia lhe mandar parar, quando for a conduzir, terá de apresentar os habituais documentos: carta de condução, documento de identificação e papéis do seguro, mais, apresentação do cartão de contribuinte se o condutor ainda tiver bilhete de identidade. Caso não tenha consigo estes documentos, arrisca uma multa de 30 euros;

A condução nas rotundas passa a estar regulamentada e os infratores que ocupem, por exemplo, a faixa da direita sem terem intenção de usar as duas primeiras saídas arriscam uma coima entre 60 e 300 €;

O uso de telemóveis e auriculares ao volante também vai implicar outros hábitos. O artigo 85º do Código da Estrada tem uma nova redação e estabelece que só possam ser utilizados «aparelhos dotados de um único auricular». Ou seja, se antes até podiam ser usados auriculares duplos - desde que o condutor os utilizasse só num ouvido, agora estes equipamentos passam a ser expressamente proibidos quando se está a conduzir;

Há também modificações nas taxas de alcoolemia: o limite fica mais apertado para os condutores profissionais e os recém-encartados (com menos de 3 anos de carta). Nestes casos, a taxa baixa para 0,2 g/l de sangue - menos de metade do atual limite, fixado em 0,5 g/l;

Com a nova lei entra em vigor um novo conceito: as "zonas de coexistência" nas cidades que têm o intuito de “devolver as ruas aos peões nas áreas residenciais”, nas quais o limite máximo de velocidade se fixa nos 20 km/h e onde os chamados utilizadores vulneráveis, como crianças, idosos, grávidas, deficientes e condutores de velocípedes, podem utilizar toda a largura da via pública.

Acresce também que o condutor deverá ser melhor informado sobre os seus direitos, quando é mandado parar pelas autoridades.

27
Dez13

In Memoriam - Albino Aroso (1923 - 2013)

 

O médico Albino Aroso, conhecido como o «pai do planeamento familiar» e eleito um dos «65 clínicos mais dedicados a causas públicas no campo da saúde» morreu ontem aos 90 anos. Foi o pioneiro da introdução do planeamento familiar em Portugal. Ainda nos tempos do Estado Novo, em que o tema era tabu, Albino Aroso já se dedicava àquela que foi a sua luta de sempre. Já em democracia, andava pelas aldeias do Norte a fazer sessões de esclarecimento sobre contraceção e planeamento familiar, sendo o principal responsável pela legislação e implementação dessa vertente da medicina.

Devemos a este excecional médico uma das mais notáveis conquistas - o desenvolvimento da saúde das mães e das crianças- que permitiu a exponencial redução da mortalidade infantil.

Conseguiu convencer os sectores mais conservadores da Igreja Católica a aceitarem a pílula como forma de evitar recorrer ao aborto (uma e outro, como se sabe, totalmente proibidos à luz das leis vigentes). Mais tarde foi um dos grandes defensores da despenalização do aborto. Secretário de Estado da ministra da Saúde Leonor Beleza nos tempos do governo Cavaco Silva assumiu o ónus de fechar maternidades que considerava porem em causa a saúde pública. Albino Aroso foi um homem que dignificou a mulher, por isso lhe devemos tanto!

27
Dez13

Será que atingimos um ponto de viragem na economia?

 

Parafraseando Henrique Monteiro no Expresso «Não sei se o discurso de Passos foi, como diz o PS, “uma espécie Conto de Natal“». O que sei é que o sucesso do black friday, ontem, no Corte Inglês, parece demonstrar que a crise está a querer abrandar. Esta ideia importada dos Estados Unidos cumpre a tradição de as grandes lojas fazerem descontos significativos na última sexta-feira a seguir ao Dia de Ação de Graças e já chegou a Portugal há vários anos, mas ainda não tem a expressão que se verifica nos EUA. O El Corte Inglês tem feito a sua Black Friday no dia seguinte ao Natal (25 e 26 de dezembro). Magotes de gente em todas as secções a comprarem como se não houvesse amanhã e o Natal não tivesse acabado anteontem. Bem sei que os preços nesta altura são muito apelativos, contudo no ano passado estava menos gente e a comprar menos, o que aponta para mudanças positivas na economia. Não é que tenha sentido ainda na carteira, todavia, penso também que é importante agarrar-nos a estes pequenos sinais para acreditar que o ano de 2014 vai ser melhor do que este. Deus queira!

26
Dez13

Cheesecake de morango

 

 (imagem retirada da net)

 

 

Base:
1½ pacote de bolacha maria
100g de margarina

Creme:
200g de queijo creme
200ml de natas frescas 
200g de açúcar

3 claras em castelo
6 folhas de gelatina

Cobertura:
5 colheres de sopa de doce de morango

5 colheres de sopa de água
1 folha de gelatina


Triture as bolachas na picadora e junte-lhe a margarina derretida, amassando bem. Unte uma forma de aro amovível e forre o fundo com a massa de bolacha. Leve ao frigorífico.

Entretanto, demolhe as folhas de gelatina num pouco de água fria durante cerca de 10 minutos. Bata as claras em castelo e, de seguida, as natas até obter um chantilly firme e reserve.

Num recipiente misture o queijo-creme com o açúcar e junte as natas batidas em chantilly, envolvendo-as bem. À parte, dissolva as folhas de gelatina num pouco de leite e adicione ao preparado anterior, mexendo bem. Finalmente junte as claras em castelo. Retire a base de bolacha do frigorífico e coloque a mistura anterior, levando ao frigorífico para solidificar durante, pelo menos, 5 horas. O ideal é fazer de véspera. No fim de solidificar coloque a cobertura e decore a gosto.

A cobertura faz-se da seguinte forma: Demolhe a folha de gelatina. Leve ao lume 5 colheres de sopa de doce de morango com 5 colheres de água, mexendo muito bem até que o doce se dissolva. Em seguida junte a gelatina demolhada e mexa para que se dissolva completamente. Depois de pronto deixe arrefecer um pouco e coloque este preparado sobre o cheesecake. Leve novamente ao frigorífico.

 

26
Dez13

OE entrará em vigor a 1 de janeiro

O Orçamento do Estado (OE) para 2014 vai mesmo entrar em vigor a 1 de janeiro, depois de Cavaco Silva não ter solicitado a sua fiscalização preventiva pelo Tribunal Constitucional (TC). O presidente pode ainda, no entanto, anunciar a fiscalização sucessiva na mensagem de Ano Novo, à semelhança do que fez no ano passado. O prazo para o Presidente da República enviar o OE2014 para fiscalização preventiva do TC terminava ontem. O facto de não ter anunciado oficialmente essa iniciativa indica  que Cavaco deverá promulgar o Orçamento, indiferente aos apelos da oposição. Trata-se de uma decisão que de alguma forma já se antecipava uma vez que o Presidente já se tinha pronunciado sobre os custos de um orçamento não entrar em vigor no dia 1 de janeiro. Resta-nos agora aguardar a apreciação do OE2014 em sede de fiscalização sucessiva.

Pág. 1/5