Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

11.02.15

50 sombras de Grey

images5G8L8OEB.jpg

Nunca li a trilogia «50 Sombras de Grey» e, sinceramente, não faço tenções de ler. Foi daqueles fenómenos que me passou completamente ao lado e que não me despertou qualquer curiosidade (nem aquela curiosidade de folhear o livro na livraria para tentar perceber de que se trata, juro-vos). Por isso não compreendo, de todo, aquela a loucura à volta desta história, mas que ela existe, lá isso existe.

Leio, no entanto, que as sessões noturnas do filme que estreia amanhã estão praticamente esgotadas entre 12 e 14 de fevereiro, em Portugal. Dois meses após o início da iniciativa já foram adquiridos mais de 19 mil bilhetes para aquele que é descrito como o filme mais esperado do ano.

É a prova de que não evoluímos muito desde as filas de «O último tango em Paris»...