Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

22.01.15

Adoção por casais homossexuais volta a ser rejeitada

 duas-mães.jpg

Sem surpresa, a maioria da bancada do PSD e os deputados do CDS-PP voltaram a chumbar os projetos do BE, PS e PEV que visavam permitir aos casais homossexuais a possibilidade de adoção. 

A maioria dos deputados do PS votou a favor dos quatro diplomas em causa, que contaram com os votos favoráveis da totalidade das bancadas do PCP, do BE e do PEV.

Na bancada do PSD, onde havia liberdade de voto, houve entre cinco e sete deputados a votarem favoravelmente os projetos de lei, e entre cinco e oito abstenções. Os sociais-democratas Sérgio Azevedo, Teresa Leal Coelho, Cristóvão Norte e Francisca Almeida votaram a favor tanto do diploma do BE centrado na procriação medicamente assistida como dos projetos do BE, PS e PEV para eliminação das restrições à adoção de crianças por casais do mesmo sexo. 

No PS, as votações dissidentes nunca mudaram: António Cardoso, António Braga e João Portugal estiveram sempre contra, enquanto Renato Sampaio, Miguel Laranjeiro, José Junqueiro e Isabel Oneto abstiveram-se em relação a todas as iniciativas legislativas.

Uma vez mais o preconceito sobrepôs-se à consciência!