Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

25.06.17

Ainda os incêndios

1141688.jpg

 

Que o povo português é solidário já o sabíamos, mas a onda de solidariedade para com as vítimas dos incêndios de Pedrogão Grande superou todas as expectativas. Foram enviados alimentos, vestuário e produtos de primeira necessidade às aldeias afetadas e reforços de várias zonas do país e além-fronteiras.

 

Foram muitas as histórias comoventes que nos foram chegando daquela tragédia. Histórias de pavor e de aflição, de mães, de pais, de filhos, de avós, de tios. De quem partiu e de quem viu partir. De quem, de repente, viu-se sem nada. Dos que terão de recomeçar a reconstruir uma nova vida do zero. Há muita dor pelos que partiram, mas também para quem fica e que terá agora de renascer das cinzas.

 

Uma palavra de apreço aos bombeiros que, ano após ano, arriscam as suas vidas para salvar outras, numa luta incessante contra o fumo e os fogos que grassam em aldeias recônditas do país, sob temperaturas altíssimas.

 

Agora é tempo de tomar atitudes a outros níveis. Muito mais do que consequências políticas, espero que se tirem consequências e ensinamentos sobre a floresta. É preciso ouvir os entendidos na matéria, fazer a correta monitorização da gestão florestal e adequá-la às mudanças que os novos tempos trazem, não apenas nos que concerne à utilização dos solos, mas também no que toca às alterações climáticas.

 

É necessário apostar a montante na prevenção e não fazer apenas a gestão dos danos. A melhor forma que temos de honrar a memória das vítimas é mudar a forma como encaramos a floresta e a prevenção de incêndios.

2 comentários

Comentar post