Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

19
Jun16

Brexit or not brexit?

ng7025511.jpg

O Brexit fez a primeira vítima: a deputada trabalhista, Jo Cox,  foi brutalmente baleada e esfaqueada, em Birstall, perto de Leeds, acabando por não resistir aos ferimentos.

 

A deputada inglesa de 41 anos era casada e mãe de dois filhos menores, defendia a permanência do Reino Unido na União Europeia, lutava pelos direitos dos emigrantes, pela defesa da integração e pela solidariedade, valor fundador da União Europeia.

 

Era uma das deputadas com um futuro promissor no parlamento inglês, que nunca hesitou em ir contra o seu próprio partido. Apesar do seu partido - Partido Trabalhista – ser contra a intervenção na Síria, Jo Cox foi a favor daquela ação militar, invocando preocupações humanitárias. Quando escreveu um artigo em conjunto com o antigo secretário para o desenvolvimento internacional, Andrew Mitchell, foi atacada pelo partido por estar lado a lado com um membro do Partido Conservador.

 

Na próxima quinta-feira, 23, os britânicos vão dizer se pretendem ou não sair da UE. A campanha sobre o futuro do Reino Unido na União Europeia foi retomada hoje, após três dias suspensa na sequência da morte da deputada Jo Cox. Em vésperas de referendo, David Cameron, afirmou que o país está diante de uma «escolha existencial» e que «não há como voltar atrás» depois dela.

 

Saíram entretanto os resultados das últimas sondagens sobre o referendo do Brexit (incluem algumas consultas feitas após a morte de Jo Cox). O da Opinium/Observer, última consulta antes do referendo, o «Leave» e o «Remain» aparecem empatadas com 44%, com 10% de indecisos. As intenções de voto foram recolhidas através da Internet, junto de mais de duas mil pessoas.

 

No entanto, uma sondagem com um universo mais reduzido, feita por telefone junto de 1.001 eleitores, já dá uma vitória para o «Remain». Esta sondagem, feita pela Survation para o Mail on Sunday, atribui 45% das intenções de voto ao eleitores que pretendem continuar na EU e 42% aos adeptos do Brexit. A sondagem foi integralmente conduzida nos dias após a morte de Jo Cox, donde se conclui que a tragédia ocorrida com a deputada inglesa poderá eventualmente mudar o sentidos de voto dos britânicos.