Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

09
Fev15

Empate a um golo no derby em Alvalade

18003695_jPWTA.png

O Sporting empatou a um golo com o Benfica no derby em Alvalade e está irremediavelmente atrasado na luta pelo título.

O Sporting marcou a três minutos dos noventa, por Jefferson, em recarga a remate de João Mário. Jardel, aos 94 minutos, fez o resultado final.

O Benfica claramente veio jogar a Alvalade para empatar e raramente conseguiu chegar à baliza do Sporting. Note-se que o primeiro canto dos encarnados foi conseguido aos 80 minutos. O Sporting foi a equipa que mais procurou o golo.

Jorge Jesus taticamente cauteloso a jogar com dois trincos e deixando Talisca (melhor marcado da equipa) de fora. Já Marco Silva, com a sua equipa a dominar tardou em fazer alterações. E quando as fez, não foi da forma mais correta. Após o golo deveria ter reforçado a defesa e não ataque. Tanaka ou entrava mais cedo ou ficava no banco (aos 85 minutos não trouxe qualquer valia para a equipa). Dito isto, devo dizer que tivemos mais posse de bola, tivemos mais cantos, mais remates, quisemos até mais ganhar o jogo, mas nunca fomos verdadeiramente perigosos. Marco Silva preferiu neutralizar o Benfica e conseguiu. Mas ficou-se por aí. Ariscou pouco, muito pouco.

Como é evidente, este resultado caiu que nem «sopa no mel» ao Benfica, como comprovaram os festejos após o jogo e acabou por beneficiar o FC Porto, que se coloca agora a quatro pontos do líder, com três de vantagem sobre o Sporting, que continua a sete pontos do primeiro lugar.