Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

05
Mai16

Jovem destrói estátua de D. Sebastião

2016-05-04t162003z_1831080962_d1aetcdegpaa_rtrmadp

A estátua do rei D. Sebastião, localizada à entrada da estação do Rossio e enquadrada por dois arcos em forma de ferradura, como se vê na foto, símbolo mitológico do cavalo branco que, segunda reza a lenda, o rei que desapareceu na batalha de Alcácer-Quibir, em 1578, iria regressar montado no cavalo, numa manhã de nevoeiro, foi quebrada, depois de um jovem de 24 anos ter trepado para ao local a fim de tirar fotografias. A estátua acusou o peso, acabando por ser projetada para o chão, tendo ficado totalmente destruída.

Dois agentes no local que presenciaram a cena identificaram de imediato o jovem e o caso será alvo de notificação, sendo agora dado conhecimento ao Ministério Público, uma vez que se trata de uma estátua que se encontra num edifício classificado como património nacional.

Assim sendo, o jovem deverá ser acusado de crime contra o património, porque é disto que se trata. Para além da sanção financeira óbvia que terá que suportar, deverá ainda cumprir serviço cívico e comunitário para aprender a respeitar o espaço público e para que sua ação irrefletida sirva de exemplo a outros cidadãos.

Já agora que se aproxima o final do campeonato português de futebol, seria bom que as autoridades impedissem as costumeiras comemorações na estátua do Marquês de Pombal. O melhor local para festejar é, sem dúvida, o estádio de futebol dos respetivos clubes.

1 comentário

Comentar post