Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

26
Set16

O reaparecimento de José Sócrates

 

mw-860.jpg

Aos poucos e poucos Jose Sócrates vai dando o ar da sua graça. A sua presença na Universidade de Verão da JS e posteriormente no departamento de mulheres socialistas da Federação da Área Urbana de Lisboa, tem sido objeto de crítica dentro de alguns setores socialistas.

 

Uma dessas vozes foi a da eurodeputada Ana Gomes que teceu duras críticas, considerando que «a conduta de José Sócrates é incompatível com um mínimo de credibilidade que se exige a um político sério».

 

António Costa sabe que Sócrates é, neste momento, um ativo tóxico e evita aparecer ao lado do antigo primeiro ministro, deixando sempre claro que: «à Justiça o que é da Justiça, à política o que é da política».

 

Mas Sócrates não se deixa intimidar por algumas vozes dissonantes do partido e, ao aparecer dia sim, dia não, quer, obviamente, marcar o seu terreno político, faz parte do seu ADN. 

 

O lançamento do livro previsto para o próximo mês, será mais uma oportunidade de o «animal feroz» poder ganhar espaço de manobra e criar alguns problemas a Costa e ao PS. Neste medida, a morte política de Sócrates afigura-se manifestamente exagerada.

 

 

1 comentário

Comentar post