Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

23
Jun16

Polémica à volta de um microfone

 13466146_1120651131324959_4994179258428507614_n.jp

Cristiano Ronaldo protagonizou um momento insólito ontem de manhã durante o passeio matinal da equipa.  Ronaldo foi abordado por um repórter da CMTV, que lhe perguntou: «preparado para este jogo?».

 

CR7, numa atitude certamente irrefletida, arrancou o microfone das mãos do jornalista e atirou-o para um lago próximo. Na verdade não foi um gesto bonito, mas a CMTV e o CM não têm sido propriamente corretos para com o jogador.

 

São sobejamente conhecidas as polémicas que envolvem Cristiano Ronaldo e o grupo Correio da Manhã. Para além de reiteradamente o CM devassar a vida privada de Ronaldo, a CMTV terá alegadamente passado uma peça com o  pai do Cristiano, já falecido, onde o senhor aparecia embriagado, falando dos problemas que terá causado à família Aveiro -  é pelo menos esta a versão que circula nas redes sociais e que terá desencadeado o acontecimento.

 

Ora, a ser verdade, que motivos levam um órgão de comunicação social para trazer à colação assuntos do foro privado, que só ao próprio e à família dizem respeito, para mais numa altura em que o Capitão da nossa Seleção precisava de estar concentrado e focado no jogo? Obviamente que uma notícia como esta não tem qualquer interesse a não ser desestabilizar o jogador.

 

Por isso, em parte, percebo a atitude do jogador. Simbolicamente, Cristiano Ronaldo, mandou ao charco a vulgaridade de um canal e de um grupo editorial que pratica um jornalismo de sarjeta. Há momentos que têm que se entendidos pela carga simbólica que encerram.

 

O incidente, contudo, não parece ter afetado Ronaldo que fez um jogo fantástico frente à Hungria, conseguindo que Portugal se apurasse para os oitavos de final, com muito sofrimento à mistura, é certo, (depois de ter estado três vezes em desvantagem), tornando-se no primeiro jogador a marcar em quatro edições do Campeonato da Europa.

1 comentário

Comentar post