Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

22.04.16

Prince (1958-2016)

ng6563987.jpg

Este ano não está a ser fácil. Depois de David Bowie, ontem foi mais um dia triste para o panorama musical: morreu Prince, aos 57 anos. O cantor encontrava-se na sua residência e estúdio de gravação, conhecido como Paisley Park, no estado de Minnesota (EUA). A causa da morte ainda é desconhecida, mas sabe-se que há uma semana, terá sido levado de urgência para o hospital, depois de o seu avião privado ter feito uma aterragem de emergência. Porém, pouco depois, Prince recuperou, teve alta, e garantiu aos fãs que estava bem.

Nascido em Minneapolis, em 1958, Prince Rogers Nelson era considerado um dos nomes mais influentes da música pop, citado por dezenas de artistas pelo talento e capacidade criativa, abrangendo diversos estilos musicais, em particular soul, funk e R&B. Lançou o clássico álbum Purple Rain em 1984, sendo considerado por diversas listas importantes como um dos melhores discos de todos os tempos. Dois anos depois lançaria o clássico Kiss, canção mais icônica do cantor, que ficou no top mundial durante várias semanas. Desde então, tornou-se muito influente da indústria musical e sempre procurou inovar a cada novo trabalho.

Da sua vasta carreira o músico contabilizou: um Óscar, dois Globos de Ouro, sete Grammys, uma atuação no Super Bowl de 2007, a referência na Hall of Fame em 2004.

Em Portugal, o seu quarto e último espetáculo foi em 2013, num concerto que teve lugar no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

Prince era dos nomes mais marcantes da Pop. Um génio, multifacetado, músico prodigioso e de vários instrumentos. Perfeccionista, fanático pelo seu trabalho, com uma enorme capacidade de se reinventar e de supreender sempre. Desapareceu aos 57 anos, mas para os seus fãs e apreciadores do seu género musical será certamente eterno.