Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

07
Jun15

Programa Eleitoral do PS aprovado em Convenção

ng4313316.jpg

 

(Cartoon ELIAS O SEM ABRIGO , JN, 07-06-2015)

A Convenção Nacional do PS aprovou  o programa eleitoral do partido, com um voto contra de Rosário Gama e sete abstenções.

O secretário-geral do PS, António Costa, começou a sua intervenção final, agradecendo o voto contra de Rosário Gama, pois segundo Costa «o PS não é um partido de pensamento único». Já eram conhecidas as sérias reservas da socialista Rosário Gama relativamente a redução da contribuição social dos trabalhadores (a TSU), pelos riscos que acarreta para a sustentabilidade da Segurança Social.

O documento passou a prever que, no caso da redução da TSU dos trabalhadores, que será reversível a partir de 2019, o OE compensará eventuais quebras financeiras no sistema de Segurança Social e, no caso dos empregadores, que a descida gradual estará sempre condicionada à existência de receitas compensatórias por parte de novas fontes de financiamento do sistema.

O programa eleitoral socialista manteve a maioria das medidas já defendidas no âmbito do cenário macroeconómico. Além da questão da Segurança Social, o programa eleitoral do PS prevê a eliminação da sobretaxa de IRS em 2017, ano em que também se pretende repor a totalidade do corte salarial aplicado desde 2011 aos trabalhadores do setor público.

O PS mantém, ainda, a promessa de reduzir o IVA da restauração para a taxa intermédia de 13% e, com estas medidas de estímulo, prevê défices sempre abaixo de três por cento a partir de 2016, atingindo os 0,9 por cento em 2019.

Será que consegue? A ver vamos...