Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

05
Jul17

Ridículo!

 

 

mw-860.jpg

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, insurgiu-se com o Parlamento Europeu, depois de apenas 30 deputados terem comparecido num debate da Comissão, em Estrasburgo, dedicado a fazer o balanço da Presidência de Malta na União Europeia que o país assumiu durante o primeiro semestre do ano. Um número na verdade muito reduzido se tivermos em consideração que o Parlamento Europeu é composto por 751 eurodeputados.

 

«O Parlamento Europeu é ridículo, muito ridículo». «Vocês são ridículos», «o Parlamento é totalmente ridículo» foram os insultos que se ouviram de Juncker.

 

O presidente da Comissão afirmou que o facto de estarem apenas 30 deputados presentes neste debate demonstra que «o Parlamento não é sério», perante uma plateia quase vazia, salientando que, se em vez do Presidente de Malta estivesse a chanceler, Angela Merkel, ou o presidente francês, Emmanuel Macron, seguramente o Parlamento estaria repleto, afirmando que não voltará a estar presente numa reunião deste tipo.

 

Obviamente que Jean-Claude Junker tem alguma razão no que diz. Ele limitou-se a constatar um facto que é um sentimento partilhado certamente por muitos europeus: os plenários estão vazios e é vergonhoso que a instituição gaste o dinheiro dos contribuintes, mormente nos chorudos ordenados pagos aos deputados europeus e estes não cumpram com as suas obrigações.

 

Já agora é inadmissível que o Regimento do Parlamento Europeu não estabeleça um número mínimo de eurodeputados dos 28 países para estarem presentes no hemiciclo para que o plenário funcione.

1 comentário

Comentar post