Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

18
Jun16

Será este o nosso pior Europeu?

13450849_1693674200883015_7829871935445597945_n.jp

Num grupo considerado o mais acessível da competição, em que Portugal aparecia claramente como favorito, após dois empates, a seleção nacional está em 3º lugar com apenas dois pontos. Haverá ainda alguém que afirme, nesta altura do campeonato, que Portugal pode ganhar o Euro 2016?

 

Pese embora o resultado, Portugal continua a depender apenas de si próprio para conseguir o apuramento para os oitavos de final. Se triunfar no último jogo, diante da Hungria, Portugal finaliza o Grupo F em posição de apuramento e, possivelmente, em primeiro lugar. 

 

Se Portugal voltar a empatar com a Hungria, temos que voltar à calculadora. Neste caso, terá de esperar que Áustria e Islândia também empatem. Se essa igualdade for a zero, Portugal apurar-se-á se empatar a dois golos diante da Hungria, sendo que em caso de a igualdade portuguesa ser por apenas um golo, aí o critério a aplicar será o do fair play. Nesse aspecto, para já, Portugal leva vantagem, já que tem dois cartões amarelos enquanto a Islândia soma três.

Depois, ainda há uma outra possibilidade: Portugal pode até apurar-se com 3 pontos, basta para tanto ser considerado um dos melhores terceiros classificados da prova.

 

Por tudo isto, o jogo com a Hungria será crucial, na medida em que ditará se estamos perante a nossa pior prestação de sempre em Europeus ou se este foi apenas um mau arranque.

2 comentários

Comentar post