Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

09.02.16

Sporting desperdiça mais dois pontos no Campeonato

slimani_cassio_foto_jose_sena_goulao_lusa61615710_

Empate a zero em Alvalade, com Cássio (guarda-redes do Rio Ave) como principal figura do encontro. O Rio Ave na primeira parte ainda arriscou, mas Patrício opôs-se bem. Na segunda parte colocou o autocarro e só defendeu. Fez o jogo que lhe interessava, com paragens inusitadas e o guarda-redes a demorar que tempos para colocar a bola em jogo.

O Sporting por Ruiz teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. Falhou. Na primeira metade, destaque para Coates, seguro a defender, bem na saída de bola. Já Téo e William nada acrescentaram e a sua saída só pecou por tardia.

O Sporting foi sempre superior, teve mais oportunidades, mais jogo ofensivo, mais bola e rondou sempre a baliza adversária, mas mostrou-se incapaz de resolver a partida. A abordagem de Jorge Jesus ao jogo e a leitura que fez do mesmo também me pareceram inadequadas. Trocou Teo por Barcos e Gelson por William, depois de já ter sido obrigado a substituir Paulo Oliveira (lesionado) por Rúben Semedo. Mas a verdade é que faltou sempre alguém com quem tabelar em zonas interiores, alguém que arriscasse um passe de rotura (tudo isto com Aquilani, Mané e Bruno César no banco) como Montero fazia com mestria. Salta a vista que: ou há Adrien, Slimani e João Mário em bom plano ou então nada feito. Como ontem estiveram uns furos abaixo foi o que se viu.

Hoje ficou bem claro que o Sporting fez um péssimo negócio ao vender Montero, por cinco milhões. Se tivessem uma proposta tentadora ainda se percebia, agora por aquela bagatela! Como é que é possível trocar-se um jogador como o Fredy Montero, a meio de uma época, que já conhecia a realidade do futebol português e que já demonstrou o seu valor, por um jogador de 31 anos, que apenas jogou em campeonatos que nada têm a ver com o português (futebol sérvio, argentino, chinês, equatoriano e brasileiro). Não sei se é bom ou mau jogador (demonstrou muito pouco ainda), mas como é óbvio vem sem ritmo nenhum. Contratar a meio de uma época, tem de ser alguém que entre de caras no onze, que seja fundamental e faça a diferença. 

O Sporting voltou a desperdiçar dois pontos e foi alcançado pelo Benfica que até tem vantagem sobre o seu rival pelo número de golos marcados. Assim, fica muito mais difícil conseguirmos o objetivo pretendido por Jesus e todos por todos os sportiguistas: ganhar o campeonato.