Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

13
Set15

Subscrição pública para os lesados do BES

img_999x556$2015_09_12_15_46_10_136226.jpg

Ontem, em Braga, de visita a um mercado, em pré-campanha eleitoral, Pedro Passos Coelho viu-se cercado por uma manifestação de lesados do BES.

Primeiro ainda tentou explicar que aquele não era problema do governo que não estava ao seu alcance tomar medidas para minimizar as perdas daqueles pequenos aforradores e que só a justiça poderia dirimir tal conflito.

Mas, nada demovia os manifestantes e o primeiro-ministro viu-se encurralado, entre vaias e empurrões. Sem escapatória e, em desespero de causa, acabou por chegar a uma solução de compromisso no mínimo estranha: «Se não tem dinheiro para ir lá [tribunal] eu organizarei uma subscrição pública para os ajudar a recorrer ao tribunal.». Custa a crer mas é verdade!

A ideia de Passos Coelho de  se disponibilizar para organizar uma subscrição pública para angariar fundos em apoio dos lesados do BES, além de demagógica, vem provar, em definitivo, o desespero que a coligação vive nestes últimos dias, depois do desaire que foi o confronto com António Costa.

Passos Coelho ao invés de assumir as suas responsabilidades políticas, optou pelo caminho mais fácil, isto é pela demagogia e pela caça ao voto.