Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

21
Jul16

Um homem com qualidades

800.jpg

António Guterres liderou a votação para secretário-geral da ONU, numa primeira votação secreta ocorrida hoje entre os membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas para escolher o sucessor de Ban Ki-Moon, seguido de perto pelo esloveno Danilo Türk.

 

Neste momento, existem 12 candidatos ao cargo, metade dos quais mulheres. Além de Guterres, que liderou a agência da ONU para os refugiados, inclui-se a ministra dos Negócios Estrangeiros da Argentina, Susana Malcorra, a antiga chefe do governo neozelandês e dirigente do Programa da ONU para o Desenvolvimento, Helen Clark, e a ex-ministra dos Negócios Estrangeiros búlgara e diretora da UNESCO, Irina Bokova.

 

O candidato português defendeu que o próximo secretário-geral da ONU deve ser «sólido», um «símbolo de unidade» e que «precisa saber combater, e derrotar, o populismo político, o racismo e a xenofobia».

 

Este é, sem dúvida, um resultado encorajador para o antigo primeiro-ministro  e a confirmação de que António Guterres é o homem certo para o cargo de secretário-geral.

 

Espero sinceramente que Guterres suceda a Ban Ki-moon que termina o segundo mandato no final do ano. É um homem íntegro, com qualidades culturais e humanas excecionais que muito prestigiariam e dignificariam Portugal.