Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Qui | 02.01.14

As minhas escolhas de 2013

narrativadiaria

Personalidade Internacional:

 

 

O Papa Francisco tem conquistado fiéis e não fiéis, graças à sua simplicidade e às mudanças que tem promovido no seio Vaticano. O mundo está rendido à sua personalidade. 

 

 

Acontecimento Internacional:

 

 

Morte de Mandela, Primeiro presidente negro da África do Sul (1994-1999) e herói da luta contra o apartheid, Nelson Mandela morreu no dia 5 de dezembro, aos 95 anos. Cem líderes mundiais viajaram até Joanesburgo para lhe dizer adeus e o mundo prestou homenagem ao Nobel da Paz 1993.

 

Personalidade Nacional:

 

O Tribunal Constitucional - Os juízes do palácio Ratton  têm sido apontados como forças do bloqueio e como  oposição política à estratégia e à ação do Governo. Mas o que teria sido a vida dos portugueses sem a Constituição e sem o papel do Tribunal Constitucional, nestes últimos três anos?

 

 

Acontecimento Nacional:

 

Contestação social  - O ano que terminou foi marcado por forte uma agitação social. Com efeito, Portugal assistiu em 2013 a mais de 1.450 manifestações, sendo a mais marcante a organizada pelas forças e serviços de segurança, que num gesto inédito invadiram a escadaria e chegaram às portas da Assembleia da República.

  

Política:  

 

Paulo Portas – O atual vice-primeiro-ministro é a figura do ano político que termina. Pelos piores motivos, claro. Adicionou ao dicionário político a palavra que muito provavelmente lhe ficará colada para sempre: «irrevogável». Conseguiu, a meio do ano, provocar uma crise política, deixando um país inteiro em suspenso, devido à forma muito peculiar de gerir a sua carreira política. Entretanto, como se isso não bastasse, presenteou-nos com o famoso Guião da Reforma do Estado, que se resumiu a «uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma».

 

 Cinema:

 

 

 Gaiola Dourada- Pode não ter sido o melhor filme do ano, mas foi, seguramente, o filme mais visto em Portugal com cerca de 700 mil espetadores.

 

 

Livros: 

 

A Sentinela - Gosto muito de Richard Zimler. Da sua escrita e também dos temas que aborda, muito embora este livro saia um pouco da narrativa habitual do autor, mas nem por isso menos interessante. Na realidade, muito embora marcado por um género diferente, este livro encantou-me pela diversidade de aspetos abordados e pelas várias histórias que encerra.

 

 Música:

 

Ana Moura - A escolha vai para o seu disco “Desfado” que foi distinguido pelo jornal “Sunday Times” como sendo o melhor disco da World Music de 2013

   

Desporto:

  

A Seleção Nacional de Futebol que se conseguiu apurar para o Mundial de 2014 no Brasil e, naturalmente, Cristiano Ronaldo o grande obreiro deste desígnio.