Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Sab | 08.06.13

Greve dos professores

narrativadiaria
(imagem retirada da net)

Parece-me que a greve dos professores não tem como objetivo defender o ensino e a escola pública como afirmam os sindicatos. Visa única e exclusivamente os interesses dos professores. Compreendo que neste momento há menos professores nas escolas, que têm sofrido cortes nos salários, têm mais alunos por turma, vão sofrer aumento do horário de trabalho e da idade de reforma. Mas isso não é afinal o que se passa em todos os setores da Administração Pública? Entendo também que ninguém perde um dia de trabalho, só porque sim. A greve tem como finalidade pressionar o governo e incomodar. Por isso são escolhidos momentos estratégicos. Assim como esta greve dos professores prejudica os alunos, uma greve de transportes afeta os cidadãos, que deixam de poder ser transportados, para mais quando pagaram previamente o seu título de transporte. Alguém sai sempre prejudicado com uma greve, isso parece evidente. Todavia a greve é um direito. E um direito consagrado na Constituição da República Portuguesa. Ninguém contesta, mas também há que saber distinguir entre uma greve com justa causa e uma greve marcada ao serviço de interesses corporativos, sindicais e partidários.

3 comentários

Comentar post