Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Ter | 30.07.13

Brincar aos probezinhos (de espírito)

narrativadiaria

Cristina Espírito Santo, filha de um administrador do BES, confessou que gosta de ir para a herdade da família na Comporta porque é como «Vive-se ali em estado mais puro. É como brincar aos pobrezinhos, diz a “socialite”.  Este comentário idiota, desprovido de qualquer senso, não foi proferido numa qualquer revista cor-de-rosa ou no Jornal 'Correio da Manhã?. Foi publicado na Revista do 'Expresso' o que acentua, ainda mais, o caricato da frase e da notícia.