Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Qua | 19.03.14

A bem da Nação!

narrativadiaria

   

Chamo-me Passos Coelho,
cortador de profissão
Corto ao jovem, corto ao velho,
Corto salário e pensão.
Corto subsídios, reformas
Corto na Saúde e na Educação
Corto regras, leis e normas
e marimbo-me na Constituição.
Corto ao escorreito e ao torto,
fecho Repartições, Tribunais,
Corto bem-estar e conforto,
Corto aos filhos, corto aos pais.
Corto ao público e ao privado
Aos independentes e liberais
Mas é aos agentes do Estado
Que gosto de cortar mais.
Corto regalias, corto segurança
Corto direitos conquistados
Corto expectativas, esperança
Dias Santos e feriados.
Corto ao polícia, ao bombeiro
Ao professor, ao soldado
Corto ao médico, ao enfermeiro
Corto ao desempregado.
No corte sou viciado
A cortar sou campeão
Mas na gordura do Estado
Descansem, não corto, não.
Eu corto,
a bem da Nação!

(enviaram-me por e-mail)