Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Qui | 06.03.14

A moda da Marmita

narrativadiaria
Os cortes nos salários e toda a conjuntura económica trouxeram a «moda da marmita», que tem mais adeptos a cada dia que passa. As marmitas são a forma mais prática de levarmos almoços e/ou lanches para o trabalho. É uma moda que pegou, e quero acreditar que a causa não seja apenas económica mas também uma crescente preocupação com a saúde.

E são cada vez mais os portugueses que levam as refeições para o trabalho. Se antes eram mais as crianças que levavam o almoço numa lancheira para a escola, agora vemos pessoas de todas as idades com este novo “acessório” que até se tornou fashion.

A crise, mais uma vez a crise, é apontada como a principal culpada. É que não há salário que resista a refeições fora todos os dias. Se o mês tiver cinco semanas e, considerando um custo médio de seis euros por refeição, podem poupar-se 150 euros por mês. Poupar dinheiro parece ser a razão principal, mas não é a única! Em tempo de crise, a poupança económica é claramente uma das razões mais fortes, mas muitas outras razões já fizeram das marmitas uma autêntica tendência. E há marmitas para todos os gostos, cores e feitios. Mas, além da questão monetária, tem outras vantagens: comer de forma mais saudável; a possibilidade de controlar o que se come; um menor desperdício de tempo, o aproveitamento e a rentabilização das “sobras”; o convívio com colegas de trabalho e a partilha de receitas e de experiências gastronómicas. 

1 comentário

Comentar post