Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Qui | 26.11.20

A(deus), Maradona

127728361_2182985301845757_3125288269712721013_o.j

A lenda do futebol mundial, Diego Armando Maradona, deixou-nos ontem aos 60 anos.

El Pibe, como era conhecido, sempre foi um ídolo, a personificação do futebol dentro e fora de campo. Ele era o futebol na sua essência.

Ousado, alegre, viveu sempre no fio da navalha. Viveu do jeito dele.  Foi controverso, divertido, cometeu excessos, mas foi sobretudo autêntico. D10S nunca se importou com o que falavam ou pensavam dele. Viveu como quis. 

Para a eternidade fica o seu futebol com que encantou milhares de adeptos e aquele que foi considerado como o melhor golo do século XX, no Mundial do México, uma jogada do meio-campo na semifinal contra a Inglaterra, que culmina no pelo primeiro golo validado, embora marcado com ajuda da mão: a famosa “mão de Deus”.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.