Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Seg | 14.03.16

Até Sempre Senhor Contente!

1915058_533731223475291_6563012471082679182_n.jpg

A notícia apanhou-me de surpresa quando a vi no facebook. Deve ser mentira disseram-me, agora põem a circular notícias falsas sobre alguns atores! Infelizmente não era. O Nicolau Breyner tinha mesmo partido hoje à tarde, supostamente vítima de ataque cardíaco aos 75 anos.

Lembro-me do Nicolau desde sempre, O Sr. Feliz e o Sr. Contente, Eu Show Nico. o Nico de Obra, Gente Fina É Outra Coisa, Origens e sobretudo Vila Faia, a primeira telenovela portuguesa digna desse nome, em que ele interpretava magistralmente o papel de João Godunha, foram trabalhos em que mostrou a sua enorme versatilidade e genealidade; o seu lado cómico e dramático. Era um fora-de -série!

Hoje desaparece uma das grandes figuras da televisão e do cinema português, mas desaparece sobretudo um homem excecional que nos parecia imortal. Mas Nicolau Breyner faz parte das nossas vidas e por isso vai ser sempre recordado com respeito e admiração.

Na verdade, aqueles que deixam tão grande e significativo legado como Nicolau nos deixou – nunca morrem – perduram para sempre na nossa memória. Por isso não é um adeus, mas sim um «Até Sempre Senhor Contente»!