Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Ter | 30.01.18

Centeno e os bilhetes do Benfica

img_770x433$2018_01_05_19_30_37_1350555.jpg

 

Mário Centeno terá pedido dois bilhetes, para si e para o filho, para a tribunal presidencial do Estádio da Luz para assistir ao Benfica-FC Porto da temporada passada. O gabinete do Ministro das Finanças confirmou o pedido, mas sublinhou que o mesmo teve a ver com questões de «segurança pessoal do ministro».

 

O caso está a tomar proporções desmedidas e já se fala que o ministro das Finanças possa vir a ser constituído arguido e deixar o cargo que ocupa por alegadamente existir uma contrapartida na isenção de IMI que foi concedida a uma empresa de um dos filhos de Luís Filipe Vieira e que levaram a buscas nas Finanças pela 9º secção do DIAP.

 

Se Mário Centeno devia ter pedido os bilhetes, penso que não, agora dai a este facto constituir matéria criminal, vai um passo de gigante.

 

Porque, sejamos claros, ninguém acredita, a não ser o Correio da Manhã, que possa existir uma relação de causa e efeito entre uma isenção tributária e a oferta de dois bilhetes para assistir a um jogo de futebol num espaço exclusivamente reservado a convidados. Centeno não se iria queimar por tão pouco!

 

Esta é mais uma manobra política para fragilizar o governo.