Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Sex | 02.01.15

Declarações de José Eduardo na RTP Informação

narrativadiaria

8983_10202535150333705_7479506921271344251_n.jpg

José Eduardo, antigo jogador do Sporting, em entrevista à RTP Informação, voltou a criticar Marco Silva, frisando que o treinador tem «uma agenda própria» e que não respeita o projeto do Sporting, isso foi visível, segundo o próprio, nos jogos da Taça de Portugal com o Vizela e o Espinho, quando Marco não utilizou jogadores da equipa B, seguindo aquela que é a intenção do clube em apostar nos jogadores da formação. «O Marco Silva não pode ter um projeto antagónico ao do Sporting», afirmou, acrescentando que ele «não tem cultura sportinguista».

Mas do mesmo modo que Jose Eduardo afirma que Marco Silva tem uma agenda própria não será também legítimo os sócios e simpatizantes do clube de Alvalade questionarem qual o interesse do antigo jogador em todo este processo, no qual se tem envolvido à exaustão? É que a imagem que passa é que José Eduardo terá também a sua própria agenda.

Ele (Jose Eduardo) e  Bruno de Carvalho, um génio, na sua opinião, estão «alinhados». O treinador, um «rapaz», não percebe que o Sporting não tem dinheiro. Quer reforços e tem a distinta lata de o dizer publicamente!

Mas o antigo jogador foi mais longe ao questionar a origem das notícias sobre a necessidade de reforçar o plantel: «Falou-se na necessidade de contratar um defesa-central, mas se calhar, em Guimarães, ficou mostrado que está ali um à mão», dando a entender interesses implícitos de Marco Silva eventualmente com o apoio do seu empresário ou de outras entidades na contratação de jogadores, para daí retirar dividendos. E falou mesmo na existência de um «conluio».

Mas, a bem do Sporting, as afirmações proferidas na RTP pelo antigo jogador são gravíssimas e não podem passar incólumes. Depois disto resta apenas duas opções: ou o SCP, pela voz do seu Presidente se demarca das palavras proferidas pelo sócio e ex-jogador José Eduardo ou, pelo contrário, assume que o que foi declarado por José Eduardo na RTP Informação, e nesse caso, só há uma saída possível: a rescisão com o treinador do Sporting.