Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Sex | 19.07.19

Deitar beatas para o chão dá multa

beata.png

A partir de agora, atirar uma ponta de cigarro para o chão vai passar a custar pelo menos 25 euros. E o valor pode chegar aos 250 euros. É que a Assembleia da República aprovou o projeto de lei do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) que aplica coimas a quem deitar pontas de cigarro no chão, prevendo a existência cinzeiros em estabelecimentos e instituições e punindo com multas a partir dos €9 mil euros as empresas que não cumprirem a nova regulamentação.

 

Nada contra. Até porque como bem sabemos 30% dos incêndios começam com um cigarro mal apagado. Acresce que as beatas dos cigarros são altamente tóxicas porque contêm químicos como arsénico ou chumbo que contaminam as águas, sendo depois levadas pelo vento e chuva para as sarjetas. As águas pluviais que vêm das sarjetas transportando milhares de beatas que não são tratadas terminam nos rios, oceanos ou praias.

 

Porém, esta lei, só por si, em nada contribui para resolver a questão de fundo, ou seja, manter um meio ambiente menos poluente e mais sustentável. Poder-se-ia ter ido mais longe. Julgo que o problema não se resolve com medidas avulsas, mas como a implementação de uma estratégia completa e concertada para sensibilizar, regular e punir as inúmeras situações de atentados contra o bem-estar dos cidadãos, nomeadamente nos espaços públicos.

1 comentário

Comentar post