Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Sex | 18.11.16

Do susto à goleada

narrativadiaria

Sem-Título-34.png

 

Depois de sofrer um golo logo aos 2 minutos de jogo (Filipe Andrade colocou os açorianos em vantagem), o Sporting embalou para uma goleada de 5-1,  mas que podiam ter sido 7 ou 8, tal o caudal ofensivo do SCP. Mas a equipa, privada de alguns dos seus habituais titulares, esteve muito bem. Fez uma boa circulação de bola e soube reagir ao golo sofrido nos primeiros minutos - ainda na 1ª parte, Paulo Oliveira empatou, com um golo aos 21 minutos.

 

Grande jogo de Bruno César. Foi, na minha opinião, o melhor em campo, pelo que jogou e fez jogar. Marcou um golo numa bela combinação com Adrien, sofreu o penálti que Adrien Silva converteu, fez duas assistências para os golos de André Filipe, e ainda fez um remate ao poste. Começa a ser um jogador imprescindível neste Sporting, pela qualidade que consegue imprimir à equipa.

 

Castaignos terrível no capítulo da finalização, mas movimentou-se muito bem. O Douglas e Paulo Oliveira estiveram bem. O Elias fez um bom jogo e André mostrou a sua veia goleadora.

 

Grande golo do Praiense, evidenciando uma postura digna em campo. Melhor que muitas equipas da 1ª liga que se deslocam a Alvalade e fazem antijogo. O Praiense fez um bom jogo e mostrou que não vinha ali só para passear.

 

Arbitragem miserável de Luís Ferreira, o que aliás já vem sendo hábito quando apita um jogo com SCP. Ontem, não marcou dois penáltis claros (sobre Douglas e Castaignos) e assinalou incorretamente três foras-de-jogo que davam oportunidades flagrantes de golo (uma das quais chegou mesmo a ser concretizada por Castaignos).