Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Dom | 25.05.14

E a festa foi do Real Madrid

A tão esperada décima Liga de Campeões está em poder do Real Madrid. Foi uma final histórica, não apenas por ser o décimo título dos merengues, mas também porque era a primeira vez que duas equipas da mesma cidade se enfrentavam na final.

O Atlético teve o título na mão até ao último minuto dos descontos concedidos pelo árbitro, mas aos 93 minutos, Sérgio Ramos cabeceou para dentro da baliza à guarda de Courtois e levou o jogo para prolongamento. Aí, os merengues tiveram maior resistência física e anímica e fizeram a festa com um triunfo por 4-1 com mais três golos do Real, o último de Cristiano Ronaldo, na conversão  de uma grande penalidade. Um resultado de certo modo injusto para os colchoneros, que não espelha de forma alguma o que se passou ao longo dos 120 minutos. Angel Di Maria foi, com inteira justiça, considerado o homem do jogo.

A alegria dos adeptos do Real contrastava com a tristeza estampada no  rosto dos adversários.