Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Seg | 26.08.19

Entrevista de Cristiano Ronaldo

narrativadiaria

ronaldo-tvi.jpg

Cristiano Ronaldo concedeu na semana passada uma entrevista exclusiva à TVI, na qual, entre vários assuntos, abordou a sua saída do Real Madrid para a Juventus, o “caso Mayorga” e como o ano de 2018 se tornou o mais difícil da sua vida pessoal, a sua infância na Madeira, a vinda para o Sporting, a primeira transferência para o Manchester United e a influência que Sir Alex Fergusson teve na sai vida profissional. Ronaldo falou também sobre a família, a educação dos filhos, sobre a indústria do futebol e sobre a Seleção Nacional.

 

Durante a entrevista CR7 repetiu a expressão “obcessionado”, querendo dizer “obcecado”. A expressão utilizada fez com que muitos recorressem às redes sociais para comentar o facto de Ronaldo não saber falar português, havendo, felizmente, que tenha saído em defesa do jogador e explicado que a expressão deriva do castelhano e que é perfeitamente aceitável ser proferida por uma pessoa que viveu nove anos em Madrid, e mais, tendo uma companheira que se expressa em espanhol.

 

Ronaldo é genuíno, porém, pese embora tenha aprendido como se deve comportar em frente às câmaras, até pelo volume spots publicitários em que aparece, a verdade é que sempre que isto acontece a sua simplicidade e as suas origens humildes tornam-se evidentes. Mas isso ninguém lhe poderá levar a mal.

 

Gostei muito da entrevista. Gostei sobretudo do seu amor à camisola, ao seu país e à seleção nacional. Admiro o seu espírito de família e a sinceridade de tudo o que diz, mesmo quando não utiliza as expressões corretas.

 

Por isso mesmo parece-me extremamente redutor e injusto resumir a entrevista a um erro de português perfeitamente compreensível e justificado.