Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Qui | 28.05.15

Escândalo de Corrupção na FIFA

narrativadiaria

fifa-logo1.jpg

Aconteceu aquilo que se suspeitava já há algum tempo: vários dirigentes da FIFA, entidade responsável pelo futebol mundial, foram detidos na Suíça (sede da FIFA), a pedido da Justiça norte-americana que solicitou a extradição dos implicado para que sejam julgados por corrupção.

A FIFA nos últimos anos sofreu acusações de corrupção, particularmente no processo de escolha dos Campeonatos de 2018 e 2022 – cujos vencedores foram a Rússia e o Catar. A investigação agora levada a cabo lança dúvidas sobre a transparência e honestidade do processo de escolha nos últimos campeonatos.

As detenções acontecem numa altura em que a FIFA vai a votos para escolher o presidente para os próximos anos. Joseph Blatter e o príncipe da Jordânia, Ali Bin Al Hussein, são os dois concorrentes. Luís Figo esteve na corrida mas, na última semana, anunciou o abandono da sua candidatura à presidência do organismo que rege o futebol mundial por achar que o processo de eleição era tudo menos «democrático».

Blatter não foi, por enquanto, envolvido no esquema que levou à detenção de sete elementos da organização a que preside. Blatter mantém-se na corrida para um quinto mandato na FIFA, cujas eleições estão marcadas para amanhã. O porta-voz da organização desportiva já veio garantir que o presidente está «de consciência tranquila» neste processo.

Mas, face às investigações em curso, são muitos os que defendem o adiamento das eleições na FIFA até que a situação seja devidamente clarificada. No entanto, Joseph Blatter e o seu staff pretendem que o calendário eleitoral previsto seja mantido.

O presidente da UEFA Michel Platini mostrou-se chocado com o escândalo de corrupção que atinge o organismo máximo do futebol mundial e pediu a Joseph Blatter para se demitir do cargo de presidente da FIFA por achar que é tempo de mudar. Platini anunciou ainda que "uma grande maioria a maioria das associações de futebol europeias vão votar na candidatura do príncipe Al  Hussein.