Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Sab | 19.01.19

Genro de Jerónimo visado em reportagem da TVI

narrativadiaria

img_818x455$2017_09_27_00_48_37_671349.jpg

Numa reportagem da TVI é denunciado que a Câmara Municipal de Loures, liderada por Bernardino Soares, do PCP, contratou, por ajuste direto, o genro de Jerónimo de Sousa, Jorge Bernardino, para fazer serviços de manutenção de paragens de transportes e mupis de publicidade no concelho de Loures. Por este serviço foram pagos 11 mil euros mensais, revela a reportagem de Ana Leal, valor acima do vencimento do próprio presidente do município.

 

Não sei se o valor pago é justo, se os procedimentos estão previstos no Código dos Contratos Públicos ou se existe alguma ilegalidade ou irregularidade. O que me apraz realçar é a resposta dos comunistas.

 

Em vez de justificarem com base em argumentos e factos ou deixarem que fosse o município de Loures a pronunciar-se, os comunistas optaram, ao seu estilo, por dizer que a investigação da TVI «é uma abjeta peça de anticomunismo, sustentada na mentira e na difamação e uma promoção da extrema direita e da reabilitação de Salazar e do regime fascista».

 

Percebo a revolta de Jerónimo de Sousa, tratando-se o PCP de um partido que tem como imagem de marca a honestidade e a lisura e que sempre se arrogou de uma superioridade moral em relação aos demais partidos, esta é, sem dúvida, uma mancha no seu percurso.


Mas acontece a todos e ninguém pode colocar-se acima do escrutínio público.

 

1 comentário

Comentar post