Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Ter | 17.07.18

Morreu João Semedo

joao-semedo.jpg

Morreu hoje o dirigente bloquista João Semedo, ao fim de alguns anos de luta contra um cancro nas cordas vocais. Tinha 67 anos. Médico de formação, assumiu publicamente que preferia a política à medicina, porque a política trata «a sociedade mais do que as pessoas».

 

Uma das suas últimas iniciativas foi o lançamento do livro «Salvar o SNS - Uma nova lei de bases da Saúde para defender a democracia», em janeiro deste ano, conjuntamente com António Arnaut, que também nos deixou em maio.

 

Admirado da esquerda à direita. João Semedo era uma pessoa corretíssima. Um político decente. Uma alma rara neste país. Das poucas referências que ainda subsistiam na política. E uma das mais inteligentes. Para mim, que sempre o escutei com atenção, mesmo que depois dele pudesse discordar, considero que esta é sem dúvida uma perda enorme para a democracia e para o país.