Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Qua | 08.05.19

Never give up!

file7593l6f3z7m1jidy8p2z-1557284420.jpg

 

O Liverpool alcançou ontem um feito histórico, fazendo jus à frase premonitória que o avançado do Liverpool Mohamed Salah tinha escrita na t-shirt durante o jogo com o Barcelona – never give up –.

 

Numa noite de sonho, os ‘reds’ venceram em casa o Barcelona, por 4-0, após ter perdido por 3-0 em Camp Nou, no jogo da 1ª mão das meias-finais da Liga dos Campeões e protagonizaram uma espetacular remontada.

 

O futebol é mágico também por jogos como este. O ambiente de Anfield é único e os comandos por Jürgen Klopp, privados de jogadores importantes como Firmino e Salah, nunca desistiram e conseguiram dar a volta a uma desvantagem de três golos, marcando quatro, e conseguindo o tão desejado apuramento para a final da Champions, que irá ser disputada frente ao vencedor da eliminatória entre Ajax e Tottenham que se disputa hoje.

 

Gostava que a final fosse com o Ajax. O Ajax tem tido uma prestação fantástica na Champions e merece com inteira justiça estar na final.

 

José Mourinho reagiu e deixou um grande elogio ao treinador alemão dos 'reds': « (...) tenho de dizer que, para mim, esta remontada tem um nome: Jurgen Klopp. Isto não foi filosofia, nem tática. Foi coração, alma e a fantástica empatia que Jürgen Kloppue criou naquele grupo de jogadores.».

1 comentário

Comentar post