Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Dom | 23.03.14

«Nunca te distraias da vida»

narrativadiaria

 

«Nunca te distraias da vida» é um livro da autoria de Manuel Forjaz que luta contra um cancro do pulmão desde 2010 que li numa noite e que recomendo.

São 20 lições que resultam da experiência adquirida para ultrapassar a doença e que podem ajudar doentes oncológicos, mas igualmente outros que, livres da doença, queiram aprender a dar mais valor e sentido à sua vida. Porque, como refere o autor a dado momento do livro, todos morremos, infelizmente disso ninguém escapa. A originalidade não está tanto em falar de morte, que como sabemos é certa e implacável, mas sim lembrar-nos de não se esquecer de viver a vida, «que é fantástica, surpreendente e extraordinária».

É sobretudo um livro despretensioso, escrito por um homem que luta pela vida desde há 4 anos, sem nunca baixar os braços e com uma enorme fé em Deus e na ciência; um homem que tem procurado todas as soluções possíveis para vencer a situação difícil em que se encontra, recorrendo para o efeito a todos os métodos de tratamento disponíveis que incluem a medicina tradicional e as medicinas alternativas com a mesma fé; um homem que vive com a certeza de que, mais tarde ou mais cedo, o cancro poderá matá-lo, mas não conseguirá nunca impedi-lo de viver a vida. Ou como o próprio refere «poderei morrer da doença, mas a doença não me matará».