Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Qui | 15.02.18

Pela boca morre o peixe!

27857842_1612725608812573_2090932713247632600_n.jp

Pois é Miguel, isto calha a todos, por isso não devemos cantar de galo. Também o Sporting já sofreu essa humilhação com o Bayern de Munique, o Benfica com Basileia e agora o Porto com o Liverpool.

 

O FC Porto teve uma prestação fraca, sem discernimento ou contudência, ao contrário de quando joga com equipas portuguesas. E isso não é por acaso. Ontem a diferença de valores entre os dois conjuntos ficou bem patente. Embora o resultado seja difícil de engolir, teremos que aceitar e encarar a realidade sem dramas. Aqui imperam as leis do mercado: que tem mais dinheiro pode contratar melhores jogadores.

 

Muitas vezes interrogamo-nos os valores pagos por certos clubes ingleses para adquirirem certos jogadores, como são possíveis tais loucuras? Pois bem, existem muitas formas de arrecadar receitas na Premier League: publicidade (nas mais variadas formas), bilheteira, venda de produtos de merchandising mas, principalmente os direitos televisivos que chegam a ser astronómicos, o que permite, por exemplo, que uma equipa do meio da tabela possa contratar bons jogadores e  torna a Premier League como a melhor e mais competitiva liga, não só da Europa como de todo o mundo!

1 comentário

Comentar post