Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Sex | 02.10.15

Porque o seu voto conta, não deixe de votar!

narrativadiaria

12080331_10154030333767923_648048309802811800_o.jp

Hoje será o derradeiro dia de campanha eleitoral. As forças políticas dão o tudo por tudo e queimam os últimos cartuchos. O que está em jogo no próximo domingo é o que Leonel Moura aqui descreve de forma muito pragmática:

«A verdadeira disputa nestas eleições é pois a de saber se o PS tem mais votos do que a coligação e qual a margem. O resto é literatura e nem sempre da boa. Se tiver menos votos ou mesmo uma pequena vantagem tudo vai ser mais difícil. Os media, e tanto comentador que por aí anda, tratarão de infernizar a vida a Costa. Mesmo que vença terá títulos de derrotado. A voragem dos media depressa apagará as falsas sondagens e tudo o que tem sido dito e escrito sobre a garantida vitória da coligação, para se dedicar por inteiro ao tiro ao Costa, esmiuçando problemas, empolando dificuldades, enfim dando o maior destaque a tudo o que há de negativo num governo minoritário. Como se isto não bastasse teremos também uma extrema-esquerda radiante. Desde logo porque irá reivindicar a derrota da direita, incluindo a do PS. No dia seguinte mesmo que tenham perdido votos e deputados serão os grandes vencedores da jornada. É sempre assim e esta gente nunca desilude. Mas não o farão pela possibilidade de se criar em Portugal um governo de esquerda, ou políticas de esquerda, como não se cansam de repetir sem chegar a vias de facto, mas porque desde a primeira hora se irão dedicar à matemática calculando a melhor altura para se aliarem à direita e deitarem abaixo o governo do PS.

Enfim, apesar de todas as vicissitudes atuais e previsíveis, a escolha nestas eleições é simples. Quem quer continuidade vota na coligação. Quem quer mudança tem duas hipóteses. O voto inútil no PC e Bloco ou o voto útil, o único que pode de facto fazer a diferença, no PS. Ou como diria Sherlock Holmes: elementar, meu caro Watson».

Faltam dois dias para elegermos um novo governo. Apelo a todos que podem exercer o direito de voto que não deixem de o fazer. Votar é um dever e um exercício de cidadania. Vamos, pois, votar em consciência e esperar um futuro mais risonho para todos...!

Agora só tem que, no próximo domingo, deslocar-se ao local onde vota e depositar o voto no partido da sua preferência. Não sabe onde dirigir-se para votar? Este site dar-lhe-á toda a informação de que necessita. A pesquisa poderá ser efetuada através do número do B.I. ou cartão de cidadão ou através do nome. 

Mas não deixe de votar!