Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Sex | 13.04.18

Sexta-feira 13

  

sexta-feira-13.jpg

 

A sexta-feira 13 é, sem dúvida, um dos dias mais assustadores do calendário, no campo das supertições.

 

Na verdade há uma tradição na cultura ocidental que associa o número 13 e também a sexta-feira ao azar. Então se o dia 13 coincide com uma sexta-feira, os mais supersticiosos prevêem um dia de infortúnio.

 

A origem da sexta-feira 13 é desconhecida. Existem, contudo, algumas versões, uma delas ligada ao cristianismo. Na última ceia, que aconteceu numa quinta-feira, Jesus ter-se-ia reunido com seus 12 apóstolos, totalizando 13 pessoas sentadas à mesa. Entre eles, estava Judas, o traidor. Acontece que Jesus morreu no dia seguinte, uma sexta-feira.

 

A imperfeição do número 13 também está ligada às inúmeras referências bíblicas: 12 tribos de Israel , 12 apóstolos. Assim, o número 13 destoaria.

 

Ainda no pensamento cristão, há uma linha teórica que aponta para que que Adão e Eva tivessem comido o fruto proibido numa sexta-feira e que Caim teria matado Abel nesse mesmo dia da semana.

 

Outra possibilidade de explicação da adversidade que envolve a sexta-feira 13 pode estar relacionada com a mitologia. Odin, o deus da sabedoria,  teria realizado um banquete e convidado outras doze divindades. Loki, deus da discórdia e do fogo, teria sido preterido e revoltou-se, tendo gerado polémica, a qual terminou com a morte de um dos comensais. Dai que, os mais supersticiosos, evitem sentar-se com 13 pessoas à mesa.

 

A sexta-feira 13 também poderá ter origem em explicações históricas, mais concretamente na monarquia francesa. Reza a História que o rei Felipe IV sentiu o seu poder ameaçado pela influência exercida pela Igreja dentro de seu país. Na tentativa de contornar a situação, tentou filiar-se na ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, mas foi recusado. Como forma de vingança, o rei teria ordenado a perseguição dos templários a 13 de outubro de 1307, numa sexta-feira.

 

Diante destas lendas e teorias, quando ocorre uma sexta-feira 13, os mais supersticiosos evitam algumas crenças que lhes pode trazer mau agouro.