Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

03.07.19

Presidente da Comissão Europeia

  Ursula Von der Leyen, 60 anos, sucede a Juncker como Presidente da Comissão Europeia, tendo ainda esta eleição de ser ratificada pelo Parlamento Europeu. Se tal acontecer, é a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente da Comissão Europeia.   Filha de um antigo funcionário europeu e depois primeiro-ministro da Baixa saxónia, é casada desde 1986 com Heiko von der Leyen, com quem tem sete filhos. Licenciou-se em medicina em 1980, depois de ter desistido do curso de (...)
31.10.18

Angela Merkel

  A chanceler alemã, Angela Merkel, integrou a CDU, após a queda do Muro de Berlim. Foi ministra de Helmut Kohl, até ser eleita líder do partido em 2000. Cinco anos depois chegava a chanceler, concorrendo contra Gerhard Schröder. Anunciou agora que não irá recandidatar-se à presidência da CDU, depois de 18 anos à frente do destino do partido, mantendo-se, no entanto, no governo do país até ao final do mandato.   O anúncio surge após a CDU ter assegurado uma vitória nas (...)
11.06.18

A cimeira do G7 resumida numa foto

      A fotografia foi tirada pelo fotógrafo oficial do governo alemão para a cimeira, Jesco Denze, publicada pela chanceler alemã Angela Merkel e amplamente partilhada pelas redes sociais. A fotografia da líder alemã a confrontar Donald Trump sentado com um ar irredutível correu o mundo. Na imagem surgem representantes de vários países pertencentes ao G7, as sete eeconomias mais industrializadas do mundo.   A imposição de taxas aduaneiras às importações americanas de (...)
18.03.17

Trump recusa cumprimento a Merkel

  O encontro entre Donald Trump e Angela Merkel, em Washington, ficou marcado pela ostensiva recusa do presidente norte-americano em ignorar os pedidos dos jornalistas para o habitual cumprimento protocolar para a fotografia à chanceler alemã.   Trump fez de conta que não ouvia os pedidos dos media e Merkel sugere-lhe simpaticamente, quase submissa: não quer apertar as mãos senhor Presidente? E Donald Trump, deselegantemente, nem se volta para a sua convidada, continua a bater (...)
27.01.15

Passos e a síndrome do aluno bem comportado

Pedro Passos Coelho diz que algumas ideias do programa do Syriza são um «conto de crianças» e que dificilmente podem ser conciliadas com as regras europeias. Espera, no entanto, que a Grécia cumpra os compromissos e se mantenha no euro e na União Europeia. São declarações no mínimo muito infelizes. Para além de demonstrarem uma enorme falta de respeito pela decisão soberana do povo grego que sufragou inequivocamente esse «conto de crianças», demonstra também (...)
09.11.14

Queda do Muro de Berlim foi há 25 anos

A queda do Muro de Berlim, um marco do fim da Guerra Fria e símbolo do desmantelamento do bloco socialista do leste europeu, completa hoje 25 anos. O Muro de Berlim foi construído no ano de 1961. Em agosto desse ano houve uma migração do lado oriental da Alemanha para o ocidental em busca de melhores oportunidades de vida. A fim de prevenir o (...)
04.03.14

«O regresso da história»

« (...) A entrada russa na Crimeia significa que a NATO ultrapassou o limite do suportável por Moscovo. Putin não quer nem anexar, nem mutilar a Ucrânia. Quer "finlandizar" a Ucrânia, como se dizia na "guerra-fria". O que está em causa não é uma improvável entrada da Ucrânia nessa casa dividida em que a UE se transformou. O que está em causa é não ter os canhões da NATO como fronteira. A lição de Putin à chanceler Merkel recorda-nos que, quando a história regressa com (...)
08.02.14

Um palavrão muito pouco diplomático

A subsecretária de Estado dos EUA, Victoria Nuland, foi escutada numa conversa telefónica com o embaixador dos Estados Unidos na Ucrânia, Geoffrey Pyatt a insultar, com um forte palavrão, a atuação da União Europeia na resolução do conflito ucraniano. Ambos falavam, durante quase quatro minutos, sobre a forma de resolver a crise política na Ucrânia através das Nações Unidas, (...)