Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

30.11.17

Belmiro de Azevedo (1938-2017)

  Morreu Belmiro de Azevedo, um dos grandes empresários portugueses e um dos homens mais ricos do país. Dono de uma personalidade e frontalidade única, exemplo de criatividade e inovação e com uma visão bem à frente do seu tempo, Belmiro de Azevedo foi e será sempre uma verdadeira referência no panorama empresarial, tanto a nível nacional como internacional. Construiu o maior grupo empresarial português e tornou-se o maior empregador privado do País. Através do Grupo Sonae (...)
12.07.17

Copy Paste

Hoje,quando discursava no Parlamento, aquando do debate da Nação, Passos Coelho usou várias passagens de uma publicação que o seu ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro havia postado, ontem, no Facebook, sem nunca citar o seu autor. Bem sei que Passos estava autorizado por Poiares Maduro a fazê-lo, porém, dado que o conteúdo do post (...)
10.03.17

Duelo Parlamentar

  Pedro Passos Coelho e António Costa voltaram a ter um momento de elevada crispação com troca de acusações duras, respaldados nos líderes dos respetivos grupos parlamentares. Os SMS, as offshores, os números do crescimento e a igualdade de género, o governador do BdP foram assuntos que dominaram o debate Passos Coelho acusou o primeiro-ministro de querer «enlamear o anterior governo» no caso dos offshores quando sobre esta matéria, na opinião do próprio, «não existe (...)
26.02.17

Paulo Núncio assume responsabilidade política no caso das offshores

O antigo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio assumiu ontem a sua «responsabilidade política» pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para offshores, pedindo o abandono das suas funções atuais no CDS-PP, depois de José Azevedo Pereira, responsável pela Autoridade Tributária à época, vir desmentir o Paulo Núncio, atribuindo-lhe a responsabilidade pela não publicação das estatísticas sobre transferências no valor de dez (...)
01.02.17

Sobre a morte medicamente assistida

 A Assembleia da República vai debater hoje uma petição do movimento cívico «Direito a Morrer com Dignidade» que defende a despenalização da morte assistida em Portugal. O tema é polémico e tem dividido opiniões. Não tenho ainda uma opinião formada e definitiva sobre o tema, aliás como a maioria da população portuguesa, razão pela qual se deve lançar um debate alargado como bem sugeriu o Presidente da República. Em todo o caso, julgo que há mais argumentos contra a (...)
18.01.17

Um clássico!

   Assunção Cristas, líder do CDS-PP, ontem, no debate quinzenal no parlamento, esqueceu por momentos o radicalismo amoroso e os valores cristãos, e num estilo trauliteiro e grosseiro acusou o primeiro-ministro de mentir sobre a assinatura do acordo de concertação social.   António Costa disse-lhe, e bem, que o acordo de concertação social estava assinado, porque o governo já o tinha feito e o documento estava a circular para recolha das restantes assinaturas. Provavelmente, (...)
02.04.16

Constituição da República celebra 40 anos

A Constituição da República Portuguesa de 1976 foi redigida pela Assembleia Constituinte eleita na sequência das primeiras legislativas realizadas em Portugal no período democrático, em 25 de abril de 1975, um ano depois da revolução.Foi a 2 de abril de 1976 que os deputados terminaram a elaboração do texto e o sujeitaram (...)
04.03.16

«À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta»

A ex-ministra das Finanças de Passos Coelho foi contratada como diretora pelo grupo Arrow Global, a qual compra e gere dívida de países europeus. Este grupo teve lucros astronómicos em 2015, devido a negócios efetuados em Portugal e na Holanda. Comprou duas empresas do sector em Portugal, a Whitestar e a Gesphone, que estavam envolvidas na compra de ativos do Banif, as (...)