Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

28.09.15

E assim vai a campanha eleitoral…

«Por cá, alguém que não conhecesse o país suporia que foi o PS que esteve no Governo nos últimos quatro anos. Da direita à esquerda só se discute o PS, o programa do PS, as promessas do PS, os cortes na segurança social do PS, o acordo da troika que o PS assinou, o plano secreto que o PS tem para se aliar à CDU e ao BE para não (...)
25.09.15

Parabéns à PAF

«A coligação Passos-Portas não precisava de aparecer à frente nas sondagens para merecer ser congratulada pela sua extraordinária performance. Admita--se: passava pela cabeça de alguém que quem andou quatro anos a cortar pensões escolhesse colocar o assunto no centro da campanha, acusando o PS de o querer fazer? A quem ocorreria que a (...)
26.04.14

Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril

As comemorações dos 40 anos do 25 de Abril dividiram-se entre a tradicional sessão solene, na Assembleia da República, e o Largo do Carmo, onde milhares de pessoas se juntaram à celebração da Associação 25 de Abril.         No parlamento, discursaram como habitualmente os partidos, a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, o presidente da República. Ouvidos os apelos, interpretando os recados, pouco ou nada sobrou do mar de cravos que ornamentaram (...)
15.02.14

Vende-se, chave na mão

   (IMAGEM RETIRADA DO GOOGLE) «Vende-se inocência para pequenos e grandes devedores fiscais. Bom negócio, oferta de juros e coimas. Quem quer? Arrematado: encaixe de 1,3 mil milhões de euros, desconto de 500 milhões. Siga para bingo. Promoção especial para passageiros frequentes para a Suíça: vende-se regularização de dinheiro não declarado no estrangeiro. Lavagem (...)
07.02.14

«Vidas abaladas pelos cortes na Função Pública»

Neste ano, como bem sabemos, os funcionários públicos bem como os reformados e os pensionistas acabaram por ser os principais alvos do governo no que ao Orçamento de Estado diz respeito. O JN pediu a 12 funcionários públicos que declarassem os seus salários assim como os cortes efetuados e partilhassem os seus constrangimentos com os leitores. O corte de salários afeta-os naturalmente de forma diferente, mas nenhum consegue escapar às medidas de austeridade incluídas no (...)
19.11.13

Má despesa pública

Nos tempos em vivemos o Estado deveria ser o primeiro a dar o exemplo e assumir uma maior austeridade no seu funcionamento interno, mas não. Ficamos a saber pelo Prof. Luís Valadares Tavares, ontem no programa Olhos nos Olhos da TVI 24, que a despesa das administrações públicas, de 2011 para 2012, aumentou dois mil milhões de euros, numa altura em que o País passa por várias dificuldades económicas  e se pede enormes sacrifícios aos portugueses. Valadares Tavares justificou (...)