Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

04.02.18

Ainda a iInvestigação do MP a Centeno

O Ministério Público quis dar um sinal de que atua independentemente de quem são os visados, e de que ninguém está acima da lei, mas cobriu-se de ridículo, não há outro modo dizer isto. O facto de Mário Centeno ser presidente do Eurogrupo fez o caso ganhar proporções internacionais. Vários jornais noticiaram a investigação e o PPE apresentou uma proposta para que o assunto fosse discutido no Parlamento Europeu. Foi o próprio António Costa a afiançar, em Bruxelas, que o (...)
26.07.17

Oportunismo mórbido

 É vergonhoso o aproveitamento político que os partidos da Direita e alguma comunicação social estão a fazer com as vítimas do incêndio de Pedrogão. A grande preocupação incide agora sobre a contabilidade dos mortos. Sobre a divulgação das listas com os nomes. É aberrante e doentia a obsessão com a devassa até das mortes. Parece que vale tudo. Nada nem ninguém merece respeito. Nem a memória dos mortos nem a as suas famílias. Mas porventura existirá alguém interessado (...)
14.02.17

Dia São Valentim

   Diz que hoje é dia de São Valentim. Não há como fugir. Rádios, televisões e imprensa escrita bombardeam-nos literalmente há uns dias com sugestões e propostas. Sobre esta comemoração sabe-se que foi evento importado dos países anglo-saxónicos pelos comerciantes para incrementar as vendas que começavam a diminuir em janeiro após o Natal. Mas hoje ao passar no facebook, dei de caras com este texto do Grande Júlio Isidro e que gostaria de partilhar convosco: «NO (...)
10.12.16

A coabitação entre Belém e São Bento

 As boas relações entre Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa estão a deixar a direita aziada. Mesmo os portugueses estranham, porque não estavam habituados a verem o Presidente da República e o primeiro-ministro exibirem uma cumplicidade que vai além da relação institucional entre órgãos de soberania. Marcelo Rebelo (...)
28.10.16

Um dia aziago

 Há notícias que são como como um «murro no estômago». Situações que estão longe da nossa imaginação, talvez por julgarmos que nunca irão acontecer.  Ontem foi um dia aziago, desapareceram dois homens brilhantes. Muito diferentes, mas ambos (...)
29.07.16

Media franceses deixam de publicar imagens de terroristas

 (imagem do Expresso) Os ataques terroristas que têm marcado a atualidade internacional colocam um enorme desafio aos  órgãos de comunicação. Sabe-se que há uma relação estreita entre terrorismo e comunicação social, dado que o primeiro não tem razão para subsistir sem o segundo. Porque um ato terrorista só assume determinada importância se for (...)
03.03.16

«Há dias assim»

Socorro-me do balanço feito pelo bloquista João Semedo feito na sua página de facebook, a propósito das notícias que vieram hoje a público deste pequeno 'retângulo' à beira mar plantado: «HÁ DIAS ASSIMManuel Damásio, ex-presidente do Benfica, detido pela PJ por suspeita de branqueamento de capitais e tráfico de influências.Maria (...)
20.10.15

Género Epistolar

 Parece estar institucionalizada em Portugal uma nova forma de fazer política, refiro-me à forma de comunicação adotada pela Coligação PSD/CDS e o PS.Em vez de os líderes dos partidos se reunirem com vista a um entendimento para a formação de um novo governo, adotaram o género epistolar dando trabalho aos correios.Lamentável!
28.09.15

E assim vai a campanha eleitoral…

«Por cá, alguém que não conhecesse o país suporia que foi o PS que esteve no Governo nos últimos quatro anos. Da direita à esquerda só se discute o PS, o programa do PS, as promessas do PS, os cortes na segurança social do PS, o acordo da troika que o PS assinou, o plano secreto que o PS tem para se aliar à CDU e ao BE para não deixar o (...)