Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

19.05.17

Portugal, o melhor país da Europa

  (…)«Foi-me prometido Portugal, um país mediterrâneo com clima simpático, mas que, desde que Gil Eanes dobrou o Cabo Bojador, apenas conseguiu estar nas bocas do mundo quando um ousado jovem de skate foi trend no 9GAG por gritar Sai da frente Guedes.   Deve ter havido um engano. O resto da Europa está a funcionar normalmente, na mediana: franceses andam entretidos com Le Pen, ingleses andam entretidos com Brexit e espanhóis continuam pouco entretidos por não entrar nas (...)
10.05.17

Salvador Sobral

Há muito que tinha deixado de ver o Festival da Canção e o Festival da Eurovisão. Lembro-me bem, quando era miúda, que esses dias eram um acontecimento importante em Portugal. O país parava, literalmente, para assistir na televisão ao certame.   Depois, ao longo dos anos, o festival da canção foi perdendo interesse, em grande parte devido à falta de qualidade  das composições e dos intérpretes. Prova disso é que há anos que somos eliminados da final.   Mas este ano, (...)
09.04.17

Atentado em Estocolmo

  Depois de Nice, Berlim e Londres, Estocolmo viveu ontem um verdadeiro cenário de horror, quando um camião voltou a ser usado como arma de terror, atingido várias pessoas na rua Drottninggatan, no centro da cidade, embatendo depois no centro comercial Ahlens City. E este é já o quarto grande ataque deste género que se regista na Europa nos últimos nove meses, depois de Nice, Berlim ou Londres.   Curiosamente ou talvez não,  o incidente ocorreu dois meses depois do presidente (...)
31.01.17

«O que tem a Europa a dizer a Trump?

  «Trump é o personagem principal da história que se repete. Mas não cometamos o erro de acreditar que está sozinho em palco, a representar o seu horrífico one man show perante um Mundo que se indigna. O nacionalismo económico de Donald Trump tem pouco de novo. O objetivo não é proteger o trabalho ou os seus direitos. Trump quer fazer dos EUA o paraíso da exploração, dos baixos impostos para as grandes empresas e da desregulamentação ambiental e financeira. Reparem que à (...)
23.03.16

Ataques terroristas em Bruxelas

  Ontem Bruxelas acordou em sobressalto depois dos ataques terroristas voltarem a ensombrar Europa. Três explosões na capital belga fizeram soar os alarmes e provocaram a morte a 34 pessoas. O governo belga já confirmou as vítimas mortais nas explosões no aeroporto de Zaventem, o principal do país, a que se juntam 200 feridos. Já na (...)
03.09.15

O drama dos refugiados

  Esta foto brutal de um menino encontrado morto sobre a areia de uma praia da Turquia, após o naufrágio de duas embarcações com refugiados sírios que tinham saído da cidade turca de Bodrum com destino à ilha grega de Kos, porta de entrada da União Europeia, gerou uma onda de comoção em toda a Europa. A imagem tornou-se viral nas redes (...)
18.07.15

Por acaso a ideia não foi de Passos Coelho|

«Devo dizer até que curiosamente a solução que acabou por desbloquear o último problema que estava em aberto que era justamente a solução quanto à utilização do fundo [de privatizações] partiu de uma ideia que eu próprio sugeri. Quer dizer que, por acaso,  até tivemos uma intervenção que ajudou a desbloquear o problema». Esta frase (...)
13.07.15

Já há acordo!

Não obstante as dificuldades encontradas, foi possível chegar a um acordo após uma maratona negocial de 17 horas de reunião com os líderes da zona euro reunidos em Bruxelas, tendo sido as divergências acentuadas relativamente ao fundo de privatizações reclamado pelos credores, assim como a participação do (...)
06.07.15

E os gregos disseram «OXI»

Mais de 60 por cento dos votos expressos no referendo ao povo grego apontaram para o «Oxi» - Não - às propostas dos credores internacionais, colocando-se ao lado do governo helénico liderado por Alexis Tsipras que depois de ter lançado este referendo fez campanha pelo não e jogou no referendo o seu futuro político. Foi sem dúvida um (...)