Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

03.11.18

«O rei vai nu»

Sergio Moro aceitou ser ministro da justiça do novo governo de Jair Bolsonaro. Recorde-se que Moro, destacou-se no Brasil por julgar os casos da operação Lava Jato, uma investigação policial que tornou públicos esquemas de corrupção na petrolífera estatal Petrobras e em outros órgãos públicos do país. O próximo ministro da Justiça brasileiro, autor de sentenças de condenação de grandes empresários, ex-funcionários da Petrobras,  que foi também responsável pela (...)
23.10.18

Das incompatibilidades dos ministros

«O conceito de transparência instalou-se, e bem, democracia, mas está a abranger um caminho sem limites. A transparência em política tem a ver com a observação do poder e do controle dos cidadãos tendo em vista o controle da corrupção e tráfico de influências. Mas a transparência tem de ser equilibrada e proceder com o bom senso e não servir para perseguições a cidadãos e políticos de que não gostamos ou nos possam fazer sombra política consoante os nossos desejos. O (...)
15.10.18

Remodelação no Governo

António Costa decidiu operar uma remodelação mais alargada no seu governo à boleia da demissão de José Azeredo Lopes do cargo de ministro da Defesa, que teve, como se sabe, origem no material militar desaparecido do paiol de Tancos e em toda a telenovela que  entretanto se gerou. A um ano do fim da legislatura, António Costa muda quatro ministros: Pedro Siza Vieira fica com a pasta da Economia e acumula com a de adjunto do primeiro-ministro. João Gomes Cravinho sucede a Azeredo (...)
19.11.17

A greve dos professores

A greve dos professores e as negociações com os sindicatos e o Governo, em vésperas da aprovação do orçamento, marcaram a agenda política da semana. A proposta de orçamento para 2018 previa que não fosse contabilizado o trabalho realizado entre 31 de agosto de 2005 e 31 de dezembro de 2007, nem entre janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2018 dos docentes, porque, segundo o Governo, a contagem desse tempo de serviço iria pôr em causa a sustentabilidade dos próximos (...)
11.11.17

Jantar no Panteão Nacional

O jantar que marcou o encerramento da Web Summit deste ano está a ser alvo de críticas nas redes sociais e por parte de várias personalidades nacionais, por ter acontecido no Panteão Nacional, junto aos túmulos de personalidades como Amália, Eusébio, Almeida Garrett e Sophia de Mello Breyner Andresen. Não sei porque se escolheu este lugar para o jantar de encerramento da Web Summit, nem quem autorizou o jantar naquele local, uma vez que agora todos vêm condenar esta opção, mas (...)
18.10.17

O discurso do Presidente da República teve consequências

 Finalmente a ministra da Administração Interna demitiu-se. Depois das palavras duras do Presidente da República, no seu discurso, parecia óbvio que a ministra já não teria grandes condições para se manter em funções. Claro que a demissão de Constança Urbano de Sousa não vai recuperar as vidas humanas que se perderam nos quatro meses de incêndios. Mas, de certa forma, este foi o primeiro e único foco de incêndio que a ministra e o Governo conseguiram apagar. Marcelo (...)
24.09.17

Eleições Autárquicas e futebol

No próximo dia 1 de Outubro, data de eleições autárquicas, estão marcados quatro jogos da I Liga de futebol, inclusive um clássico entre Sporting e F. C Porto, que será disputado apenas após o fecho das urnas. Marcado, inicialmente para as 18 horas, o primeiro clássico da temporada foi adiado e terá início às 19h15. A Liga anunciou que os restantes jogos do dia 1 de Outubro serão igualmente disputados após o fecho das urnas. Ora, em Portugal, após 1974, e bem, era usual (...)
01.09.17

Cavaco Silva na Universidade de Verão do PSD

 O ex-presidente da República Cavaco Silva veio de Albufeira e interveio na Universidade de Verão do PSD que marcou a rentrée política do partido e que arrancou esta semana em Castelo de Vide. Perante uma plateia de jovens do PSD, Cavaco lançou críticas veladas a Marcelo e ao Governo, arrasando a «verborreia frenética dos políticos» e aqueles que «piam» por jogada partidária. E afirmando que também há fake news em Portugal, não apenas «na América do senhor Trump». Cav (...)
23.08.17

Não havia necessidade

  Graça Fonseca, secretária de Estado da Modernização Administrativa, em entrevista ao DN, entendeu revelar a sua orientação sexual explicando tratar-se de uma «afirmação completamente política». Para a governante, responsável pelo Simplex e pelo Orçamento Participativo, é importante as pessoas afirmarem publicamente que são homossexuais para que a (...)