Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

28.08.17

P'ro menino e p'ra menina!

 Há uma polémica instalada com os livros da Porto Editora, que colocou à venda dois livros de atividades para rapazes e raparigas, dos 4 aos 6 anos, com exercícios e motivos diferentes. Há um livro para os meninos e outro para as meninas, um azul e o outro cor-de-rosa, para que não exista qualquer confusão de género! Segundo li nas redes sociais, as tarefas das meninas envolvem princesas à procura de coroas em labirintos básicos... já as dos meninos remetem para marinheiros à (...)
24.07.17

Os livros de Enid Blyton

 Comemora-se neste mês 75 anos da primeira aventura de “Os Cinco” contada por Enid Blyton, provavelmente a escritora mais popular em todo o mundo. O primeiro livro, datado de 1942, foi Os cinco na Ilha do Tesouro, depois mais 20 se seguiram desta coleção. Sucessivas gerações de leitores foram influenciadas por este grupo de duas rapazes, duas raparigas e um cão, cujas histórias, depois de muitas adversidades, acabavam sempre bem. A Biblioteca Nacional, em Lisboa, em jeito de (...)
21.06.17

José Eduardo Agualusa vence prémio literário

José Eduardo Agualusa acaba de vencer o International DUBLIN Literary Award, anunciado hoje na capital irlandesa. O prémio distingue o escritor angolano e o seu romance Teoria Geral do Esquecimento – numa edição particularmente forte, em que a lista final incluía obras de autores de renome como: Mia Couto, Orhan Pamuk, Viet Thanh Nguyen e Anne Enright. O prémio literário de Dublin, de 100 mil euros, é gerido pelas Bibliotecas Públicas de Dublin, com o apoio da autarquia da (...)
05.02.17

Alfarrabista de Faro doou todo o seu espólio

 A Livraria Simões encerrou em 2015 quando o seu dono, Carlos Simões, então com 72 anos, foi obrigado a fechar portas devido a uma ordem de despejo por incapacidade de suportar uma renda 700 euros. O alfarrabista viu-se obrigado a abandonar a loja da Rua do Alportel, em Faro, em julho de 2015 sem contudo ter conseguido levar consigo os milhares de livros que reuniu ao longo de 36 anos de atividade. Quando encerrou a livraria, Carlos Simões já anunciava que pretendia oferecer os (...)
04.10.16

Quando o jornalismo estraga um bom mistério ...

Elena Ferrante é um pseudónimo de uma escritora italiana, cujo livro mais conhecido é «A Amiga Genial» que li estas férias, cuja história centra-se à volta de duas crianças, Elena e Lila,  de um bairro popular nos arredores de Nápoles e da sua amizade adolescente.  O percurso separa-as quando Elena continua os estudos liceais e Lila tem de (...)
21.04.16

Serviço Público

Em 1970, em colaboração com a RTP, a Editorial Verbo lançou a «Biblioteca Básica Verbo - Livros de bolso», de 100 livros (15 escudos cada livro).A iniciativa excedeu todas as expectativas e os dois primeiros volumes venderam mais de 230.000 exemplares. Ao todo, durante cem semanas, foram vendidos mais de 15 milhões de livros, num país com um enorme índice de (...)
12.03.16

Sobre a gratuidade dos manuais escolares

A partir do próximo ano letivo todos os alunos do 1º ano de escolaridade do ensino básico vão ter manuais gratuitos.O custo de implementação desta medida, no ano zero, está estimado em cerca de três milhões de euros para o ano letivo 2016/2017. A medida foi sugerida pelo PCP e o PS vai votar a favor.Eu concordo que o ensino público deva ser (...)
09.03.16

Alentejo prometido, de Henrique Raposo

Ontem, Henrique Raposo lançou o seu livro da sua autoria Alentejo Prometido, com a chancela da Fundação Francisco Manuel dos Santos, onde o autor retrata a sua vivência em terras alentejanas, através de histórias familiares e memórias pessoais e escreve sobre fenómenos sociais como o suicídio a violência doméstica ou a pobreza na região alentejana, dando algumas (...)