Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

19.02.17

As quintas feiras de Cavaco

 Não li o livro de Cavaco Silva, nem tenciono ler, mas a julgar por alguns excertos que vão saindo na imprensa, são ilustrativos e demonstram bem o carácter do seu autor. A começar pelo título: «quinta-feira e outros dias». Cavaco igual a si próprio. Vingativo, mesquinho. O livro não é mais do que um ajuste de contas camuflado com Sócrates. Segundo a imprensa, Cavaco descreve as reuniões sonolentas com Mário Soares; os reiterados atrasos de Sócrates, em quem Cavaco não (...)
10.01.17

As críticas dirigidas a Mário Soares

  Mário Soares será recordado como um dos maiores políticos portugueses de sempre. Será sempre lembrado como um lutador, um combatente pela liberdade e um construtor da nossa democracia, foi esse o grande legado que nos deixou. E por isso mesmo na hora da sua morte deveria haver um certo respeito pela sua memória. Porém, não é isso que se verifica. Se por um lado muitos demonstram consternação pelo seu desaparecimento, e isso foi visível nas ruas por onde o cortejo fúnebre (...)
09.01.17

E a vírgula?

 A Câmara de Lisboa precisa urgentemente de alguém que lhe reveja e corrija os textos. Depois de um erro em inglês nos cartazes da Web Summit, a edilidade colocou por toda a cidade 500 mupis com a inscrição «Obrigado Mário Soares», em homenagem ao antigo chefe de Estado português. O sentido da frase implícita nos cartazes é que Mário Soares foi obrigado e penso que não é isso que se pretende afirmar, mas sim fazer um agradecimento ao antigo Presidente da República. Para a (...)
07.01.17

Obrigada, Dr. Mário Soares

  Faleceu hoje Mário Alberto Nobre Soares, depois de quase um mês de internamento no Hospital da Cruz Vermelha. A notícia ainda que esperada, não deixa de ser perturbadora. Soares foi considerado o «pai da democracia» pelo muito  que lhe devemos na construção do regime democrático do país e na restauração das liberdades. Sem Mário Soares este país não seria seguramente o mesmo. Mário Soares nasceu em Lisboa, a 7 de Dezembro de 1924. As ações políticas que encetou (...)
25.04.15

O povo saiu à rua num dia assim

 Há 40 anos, um ano depois da queda do regime ditatorial, o país foi a votos para a Assembleia Constituinte, naquelas que foram as primeiras eleições livres da nossa História.Tal era a vontade de participar que se recensearam mais de seis milhões de pessoas em apenas dois meses. Foi preciso construir, de base, todos os cadernos eleitorais.No dia da votação, (...)
07.12.14

Parabéns, Dr. Mário Soares

Hoje, o Dr. Mário Soares comemora o seu nonagésimo aniversário. É sem sombra de dúvidas a figura maior da democracia portuguesa. A determinação e coragem que demonstrou no combate pela liberdade e pela democracia deram-lhe essa dimensão.É bem provável que o tempo político de Mário Soares tenha passado. Contudo, mostra uma tentação irresistível para (...)
08.01.14

Ainda sobre a morte de Eusébio

A morte de Eusébio e a derradeira homenagem que lhe foi prestada pelos portugueses merece que se teça algumas considerações. Creio que o padre Vítor Melícias, na homilia proferida durante a missa de corpo presente, traduziu, melhor que ninguém, em palavras simples e eficazes, como o exemplo de Eusébio nos podia unir todos num justo tributo. No elogio fúnebre que dirigiu ao futebolista e ao homem, colocou-o de forma lapidar no lugar de exceção que mereceu. Depois de se referir a (...)