Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

07.11.17

100 anos da Revolução Russa

narrativadiaria
Em 7 de novembro de 1917, os bolcheviques começavam a mudar o mundo. Neste dia nasceu o primeiro país comunista da História.   A Revolução Russa de 1917 foi um período de conflitos que derrubou a autocracia russa e levou ao poder o Partido Bolchevique, de Vladimir Lenine.   Recém-industrializada e sofrendo com a Primeira Guerra Mundial, a Rússia tinha uma grande massa de operários e camponeses explorados. O governo absolutista do czar Nicolau II com uma liderança opressiva e (...)
18.07.14

Premonição de passageiro do avião abatido da Malaysia Airlines

narrativadiaria
  Um avião comercial das linhas aéreas da Malásia, com cerca de 298 pessoas a bordo foi abatido na região ucraniana de Donetsk sem sobreviventes. Face a esta tragédia é impossível ficar indiferente e não pensar nas centenas de vidas desperdiçadas: 80 crianças, 100 investigadores de HIV a caminho de uma conferencia, famílias inteiras destroçadas. Uma das vítimas que (...)
16.03.14

O Referendo na Crimeia

narrativadiaria
  (imagel do google) A região da Crimeia realiza este domingo um referendo para decidir se quer uma Crimeia integrada na Rússia ou uma Crimeia ucraniana. No referendo serão colocadas duas perguntas: «Está a favor da reunificação da Crimeia com a Rússia como parte da Federação Russa?» ; «Está a favor de que se volte a colocar em vigor a Constituição da Crimeia, de 1992, e (...)
04.03.14

«O regresso da história»

narrativadiaria
« (...) A entrada russa na Crimeia significa que a NATO ultrapassou o limite do suportável por Moscovo. Putin não quer nem anexar, nem mutilar a Ucrânia. Quer "finlandizar" a Ucrânia, como se dizia na "guerra-fria". O que está em causa não é uma improvável entrada da Ucrânia nessa casa dividida em que a UE se transformou. O que está em causa é não ter os canhões da NATO como fronteira. A lição de Putin à chanceler Merkel recorda-nos que, quando a história regressa com (...)
08.02.14

Um palavrão muito pouco diplomático

narrativadiaria
A subsecretária de Estado dos EUA, Victoria Nuland, foi escutada numa conversa telefónica com o embaixador dos Estados Unidos na Ucrânia, Geoffrey Pyatt a insultar, com um forte palavrão, a atuação da União Europeia na resolução do conflito ucraniano. Ambos falavam, durante quase quatro minutos, sobre a forma de resolver a crise política na Ucrânia através das Nações Unidas, (...)