Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

16.09.13

O futuro de António José Seguro pode jogar-se nas eleiçoes autárquicas

narrativadiaria
O futuro de António José Seguro poderá jogar-se já mas próximas eleições. Se Seguro tiver uma vitória confortável, leia-se ganhar alguns dos concelhos mais importantes do país,  a estratégia de enfrentar a liderança cairá por terra. Caso contrário,  sobretudo se os socialistas perderem algumas das autarquias emblemáticas, o problema da liderança poder-se-á reabrir. Augusto Santos Silva já avisou que António José Seguro apesar de ter cumprido bem o seu papel como (...)
19.07.13

Uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma

narrativadiaria
Como era expectável, o «compromisso de salvação nacional» pedido pelo Presidente da República resultou «numa mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma». Há pouco, António José Seguro veio dizer isso mesmo a Cavaco Silva: Senhor Presidente da República entenda-se, se quiser, com Passos Coelho e Paulo Portas ou convoque eleiçoes antecipadas porque eu já dei o que tinha a dar para este peditório. Estas negociações foram pura perda de tempo? Não creio. As propostas dos (...)
09.06.13

Seguro e Portas juntos na reunião Bilderberg

narrativadiaria
(imagem retirada da net) Muito se tem falado na reunião dos “Senhores do Mundo”, mais conhecida como a reunião Bilderberg, que reúne anualmente várias figuras públicas com notoriedade, influentes na política, na economia e nos media. O Clube Bilderberg é uma organização não-oficial que nasceu, supostamente, para promover a "cooperação transatlântica" e debater assuntos com (...)
17.04.13

Encontro de Passos Coelho e Seguro

narrativadiaria
A necessidade de um respaldo político a fim de garantir medidas que assegurem a execução orçamental deste ano, levaram Passos Coelho a enviar, ontem, uma carta ao secretário-geral do PS para agendar uma reunião (urgente), antes do encontro marcado entre Seguro e a troika. Na carta, Passos Coelho dizia querer assegurar um “largo consenso nacional”, fundamental para  o cumprimento das obrigações com que o país está comprometido, querendo vincular o PS às novas (...)
26.03.13

MOÇÃO DE CENSURA

narrativadiaria
O mês de março tem sido fatídico para o governo. Não bastava os resultados da 7ª avaliação da troika, as previsões negativas sobre o crescimento económico e os números do desemprego, veio ainda juntar-se a esta conjuntura a ameça à estabilidade do euro, proveniente da crise financeira de Chipre, e o regresso de José Sócrates à cena política portuguesa. Acresce, que um eventual chumbo do Tribunal Constitucional a normas do Orçamento do Estado para 2013 pode tornar este (...)