Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativa Diária

Não escrever um romance na «horizontal», com a narrativa de peripécias que entretêm. Escrevê-lo na «vertical», com a vivência intensa do que se sente e perturba. Vergílio Ferreira

Narrativa Diária

Seg | 17.11.14

Vistos gold fazem uma baixa no governo

narrativadiaria

images6ZO6V3KA.jpg

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo optou por apresentar a demissão ao primeiro-ministro, a qual foi aceite pelo Primeiro-Ministro, assumindo publicamente as suas responsabilidades políticas no âmbito da Operação Labirinto que investiga alegadas corrupções na atribuição de vistos dourados.

Miguel Macedo tem certamente informação privilegiada de que nós não dispomos, como tal decidiu sair pelo seu pé, antes que fosse forçado a sair pelas circunstâncias e pelas próprias proporções que o caso venha a atingir no futuro.

A responsabilidade política é algo que recai em quem exerce cargos públicos. Anteriormente Jorge Coelho tomou esta atitude quando desabou a ponte de Entre-os-Rios e causou vítimas mortais. Apesar do ministro das Obras Públicas da altura não ter rigorosamente nada a ver com o caso, assumiu essa responsabilidade política e decidiu sair com muita dignidade, não se escudando em motivos pessoais, como é apanágio de grande parte dos ministros e secretários de estado.

Miguel Macedo resistiu aos protestos dos polícias há um ano na Assembleia da República, quando muitos pediam a sua ‘cabeça’, mas não aguentou agora o escândalo dos vistos gold, cuja investigação em curso envolve pessoas que lhe são muito próximas, por entender que, politicamente, a sua autoridade ficaria diminuída.

Trata-se, obviamente de uma baixa significativa, num ministério complicado que tutela as polícias e as “secretas” e em que é necessário algum jogo de cintura a capacidade de diálogo para lidar com todas as forças de segurança.

Seria bom o primeiro-ministro aproveitar a saída do ministro da Administração Interna e remodelar outras pastas, designadamente as da Educação e da Justiça e dar assim um novo fôlego a um governo em perfeito estado de desagregação.